Cacique Medina é apresentado pelo Internacional

O dia começou muito agitado nos arredores do Beira-Rio. Em síntese, horas após anunciar Wesley Moraes, o Internacional apresentou o técnico Alexander “Cacique” Medina. Assim, o uruguaio de 43 anos, falou pela primeira vez como técnico do Colorado, na manhã desta sexta-feira (7), ao lado de Alessandro Barcellos, Emílio Papaléo Zin, Paulo Bracks. Sobretudo, o novo comandante pretende fazer o Alvirrubro voltar a ser competitivo e protagonista.

Observe trechos relevantes das falas dos dirigentes e do treinador

Presidente, Alessandro Barcellos:

“Hoje, iniciamos um ano de trabalho de forma oficial, trazendo para vocês nosso novo treinador, que chega no Clube com uma responsabilidade de um grande clube como o Inter, mas com muita confiança nas suas características e seu trabalho.”

Vice-presidente de futebol, Emílio Papaléo Zin:

“Todo time vitorioso começa com um grande treinador. É disso que estamos falando hoje. Medina vem de dois grandes trabalhos, no Talleres e no Nacional, com bons números, desempenho e resultados. Um vitorioso.”

Diretor executivo, Paulo Bracks:

“Vamos entregar um elenco competitivo e com qualidade para alcançarmos nossos objetivos do ano. Que a gente continue com esse trabalho intenso, o que já está sendo há alguns dias, é possível notar pelo nosso semblante que não paramos de trabalhar. Que seja um ano vitorioso para nós.”

Treinador, Alexander Medina:

“Vamos tratar de imprimir trabalho e dedicação. Fazer um Inter protagonista, uma equipe muito competitiva, seja no Beira-Rio ou de visitante, e convencer os jogadores do que temos que fazer, encarar cada jogo da melhor maneira e buscar sempre a vitória. É nossa missão.”

“Sabemos da capacidade e qualidade que tem a categoria de base do Inter. Há jogadores que já vão fazer a pré-temporada conosco, outros estão em avaliação, vamos ver como se comportam com os profissionais. Sem dúvida, é um tema pendente para nós, fazer com que os meninos mais jovens que tem qualidade e avaliar seu potencial.”

“Os 10 mandamentos não foram escritos por mim. São algumas questões no Uruguai que são atribuídas a mim que não são verdade. Sabemos a importância do Gre-Nal. Da história. São partidas importantes para o clube. Temos que conscientizar os jogadores sobre isso sempre. Tem que jogar com paixão, cabeça e futebol contra eles.”

“Quero agradecer ao presidente e aos demais dirigentes. É um desafio muito grande estar em um grande do Brasil e América do Sul, com títulos internacionais como Libertadores e Mundial, além de todos torneios brasileiros. É um desafio importante e estamos muito contentes.”

Além disso, confira na íntegra a entrevista coletiva de apresentação do novo técnico:

Novo auxiliar técnico permanente do Inter e demais membros da comissão

Decerto, depois da saída de Osmar Loss, o cargo de auxiliar técnico permanente do Clube estava vago. Dessa maneira, Cauan de Almeida, de 32 anos, assumiu o posto. Acima de tudo, o profissional tem formação europeia no futebol, com a Licença C da UEFA. Além disso, é instrutor nos cursos da CBF Academy.  Assim, antes de chegar no Inter, Cauan trabalhou no América-MG, Vasco, Seleção Brasileira Sub-17, além de clubes menores, no cenário do futebol português e mineiro.

Por fim, além de Alexander Medina e Cauan de Almeida, outros cinco profissionais compõem a comissão técnica para a temporada 2022. Assim, são eles, os auxiliares técnicos, Fernando Machado e Jadson Vieira, e o analista de desempenho, Mariano Levisman. Ainda mais, completam a lista os preparadores físicos, Alexis Olariaga e Richard González.

Foto destaque: Divulgação/Ricardo Duarte/S.C. Internacional

Leonardo Oliveira
Sou Gaúcho, tenho 21 anos e estudo Jornalismo na Universidade Federal de Pelotas, além disso, como grande aficionado a área esportiva, não consigo imaginar nada que me deixe mais realizado do que falar sobre futebol.