Alemanha e sua primeira participação em Copas do Mundo

- Logo na sua estreia, seleção alemã mostrou que iniciaria uma grande trajetória
Alemanha 1934

De quatro em quatro anos, seleções do mundo inteiro se reúnem para disputar a Copa do Mundo de Futebol. A competição foi criada em 1928 por Jules Rimet após ter assumido o comando da FIFA. E uma das seleções que frequentemente marca presença na competição é a Alemanha. Quatro vezes campeã mundial, participando de oito finais e recordista de gols marcados na competição, a seleção alemã é, depois do Brasil, a que mais tem participações na competição. Mas você sabe quando foi a primeira participação dos tetracampeões? Será que o início foi tão empolgante quanto os números atuais?

Vamos acompanhar na coluna Quebrando Muros dessa semana, que fala sobre a primeira participação dos alemães em Copas do Mundo. Em 1930 foi realizada pela primeira vez a Copa do Mundo de seleções de futebol, no Uruguai. Entretanto, a seleção alemã não fez parte dessa disputa, que no caso, só contou com 16 seleções participantes. Nessa primeira edição, as seleções foram convidadas pela FIFA e não precisaram disputar eliminatória. Naquele ano, com a Europa vivendo uma grave crise econômica, a Federação Alemã de Futebol decidiu recusar o convite. Os donos da casa sagraram-se campeões vencendo a Argentina  na final por 4×2.

LEIA MAIS

O Golpe alemão da Copa de 1982

Desastre aéreo de Munique: uma lição para os alemães

Gladbach x Internazionale: a noite das facas longas

 

Copa do Mundo – 1934

Na sua segunda edição, em 1934, na Itália, as equipes tiveram que se classificar para garantirem a participação na competição. Assim, 32 seleções entraram na competição e, depois, 16 participaram do torneio definitivo. A fase de grupos usada na primeira Copa do Mundo foi descartada em favor de um torneio eliminatório direto. Se uma partida terminasse empatada depois dos 90 minutos, 30 minutos de prorrogação seriam jogados. Se persistisse o empate, a partida seria refeita no dia posterior.  O então campeão Uruguai não quis participar em represália as seleções europeias que 4 anos antes nāo quiseram ir a sua copa.

Alemanha estreia na competição

Nessa edição, a Alemanha fazia sua estreia em copas e mostrou um bom desempenho já em sua primeira vez. O nazismo mostrava suas garras no país, mas em campo a equipe mostrou um desempenho superior à qualquer crise. Enfrentando a Bélgica na estreia e com o atacante Edmund Conen empolgado, a seleção venceu por 5×2 e se classificou para a próxima fase.

A Alemanha saiu na frente com Kobierski aos 25′, mas viu a Bélgica empatar quatro minutos depois com Voorhoof. No fim do primeiro tempo, o mesmo Voorhoof virou para os belgas. A saber, o ex-atacante belga foi e é, um dos maiores artilheiros de sua seleção em todos os tempos. Porém, o segundo tempo foi comandado pelaos germânicos e, logo aos 4 minutos, Siffling empatou e viu Edmund Conen fazer um hat-trick, marcando aos 21′, 25′ e 42′, garantindo a equipe na próxima fase da competição.

Alemanha x Bélgica
Alemanha x Bélgica
Imagem: Popper Foto / FIFA

Quartas de final

Nas quartas de final, o confronto foi contra a seleção sueca. No primeiro tempo, não aconteceram gols e tudo foi resolvido na segunda etapa. Karl Hohmann marcou duas vezes, aos 15′ e 18′, colocando a seleção alemã na frente da partida. Entretanto, aos 37, Dunker diminuiu para os suecos. Mas não foi o suficiente e com a vitória, pela primeira vez na história, os alemães estavam classificados para a semifinal da competição.

Alemanha x Suecia
Alemanha x Suécia – 1934 Imagem: Popper Foto / FIFA

Alemanha cai na semi final

Com a vitória sobre a Suíça na fase anterior, a forte Tchecoslováquia se classificou para a penúltima fase da competição e teria como adversários, os alemães. Jogando para um público de 15 mil pessoas, seu maior na competição, a Alemanha buscou a classificação para a finalíssima, mas não resistiu aos checoslovacos. O atacante Nejedlý abriu o placar aos 19 minutos, colocando a Tchecoslováquia à frente na primeira etapa. No segundo tempo, os alemães, tentando a classificação, ainda buscaram uma reação e conseguiram o empate aos 17, com Noack. Porém, Nejedý marcou mais duas vezes, aos 26′ e 35′ e com um hat-trick, eliminou os alemães, mandando-os para a disputa do terceiro lugar.

Disputa de terceiro lugar

Na disputa da terceira colocação do mundial, seus adversário eram seus vizinhos, a Áustria. Em partida com muitos gols na primeira etapa, a Alemanha voltou a vencer. Logo no primeiro minuto, Lhener abriu o placar, deixando os austríacos em desvantagem. Aos 27, o artilheiro Conen aumentou a vantagem e viu Horvath diminuir um minuto depois. Ainda no primeiro tempo, Lehner marcou novamente e levou uma grande vantagem para o intervalo. Na segunda etapa a Áustria marcou mais uma vez, com Sesta, mas não foi o suficiente para superar a dedicada seleção  alemã. Assim, com a vitória, a Alemanha conquistava a terceira colocação da Copa do Mundo de futebol, já em sua estreia.

Alemanha x Áustria - 1934
Alemanha x Áustria – 1934
Imagem: Popper Foto / FIFA

Edmund Conen tornou-se vice-artilheiro daquela edição, mas o time não conseguiu emplacar nenhum jogador na seleção da competição. A Itália, anfitriã, foi a seleção campeã daquela edição ao vencer a Tchecoslováquia por 2×1 na final, na prorrogação.

Alemanha e sua relevância em Copas

Depois dessa edição, a Alemanha continuou fazendo história pelas Copas e juntamente com o Brasil, é a única seleção que se classificou em todas as edições que participou das eliminatórias. Além disso, em 2018, na copa da Rússia, foi a primeira vez em que a equipe caiu na primeira fase da competição. Como se não bastasse, entre os 10 maiores artilheiros das Copas do Mundo, quatro são alemães. É inevitável dizer que a relevância da Alemanha em mundiais é gigante. E tudo isso começou lá em 1934.

 

Foto destaque: Imagem: Popper Foto / FIFA

BetWarrior


Poliesportiva


Celso Junior
Celso Junior
Sou Celso Junior, carioca e moro em Rio das Ostras - RJ. Sou pai da Maria Sofia e amante do futebol, esporte o qual vivo desde criança. Sou professor, treinador, e estudo intensamente o futebol em suas diversas áreas.

    Artigos Relacionados

    Topo