Gigante europeu de olho em Cavani

Na mesma semana que o Benfica mostrou interesse em Cavani e o atacante sinalizou uma resposta positiva para o clube, surge um novo capítulo. Segundo o jornal francês Le10Sport, outro gigante europeu estaria convencido de que o uruguaio seria uma ótima contratação. O time da vez é o Bayern de Munique, que busca um reserva para o artilheiro Robert Lewandowski. Porém, a disputa não para por ai, o Atlético de Madrid também estaria interessado em contar com os gols do centroavante.

Essa semana, de acordo com o jornal O Jogo, o avançado uruguaio, que está livre de contrato, passou aos responsáveis do Benfica uma primeira proposta, que englobava um prêmio de assinatura de 20 milhões de euros e um contrato de dois anos com salário anual líquido de dez milhões. No entanto, o atacante parece ter baixado a proposta, deixando-as 12 milhões de luvas e seis milhões por ano.

https://www.instagram.com/p/CCT7mc_j5ya/

Visando a substituição de Lewandowski, que possui contrato até 2023, o clube alemão encontrou em Cavani uma ótima solução. Dessa forma, entrou em contato com o irmão do atleta para saber mais sobre a situação do jogador. Cavani terminou seu último contrato, com o PSG, no dia 30 de Junho.

CARREIRA

Edinson Cavani chegou a Europa em 2007, para atuar no Palermo. Com a saída de seu principal atacante, o brasileiro Amauri, o uruguaio se tornou titular e peça fundamental no time. Como resultado, marcou 37 gols em 117 jogos. Posteriormente, chamou atenção do Napoli. Por lá, ficou três temporada, anotando 104 gols em 138 partidas. Porém, certamente, seus melhores momentos foram vividos em Paris. Atuou no PSG por sete temporadas, conquistando 19 títulos e se tornando o maior artilheiro da história do clube. Ultrapassando o sueco Ibrahimovic. Foram 200 gols em 301 duelos.

Foto destaque: Reprodução/Fox Sports

Alexandre Vieira
Sou Alexandre Vieira, 31 anos, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

Artigos Relacionados