Alan Shearer: jogador que mais ma

O MENINO DE GOSFORTH

Alan Shearer nasceu no dia 13 de agosto de 1970, na cidade de Newcastle, no bairro de Gosforth. Em sua infância, Shearer era um fanático por futebol. E, acima de tudo, tinha um grande sonho de jogar vestindo a camisa do seu clube do coração, o Newcastle United. Em 1982, o menino, de então, 12 anos de idade, tinha Kevin Keegan como seu grande ídolo. Keegan havia sido fundamental na campanha de acesso do clube a primeira divisão inglesa. Foram tempos áureos para a cidade e sem dúvida pra o jovem Shearer. Que pôde acompanhar o time de perto, trabalhando como gandula. Após a campanha, Shearer já não tinha mais dúvidas de que queria ser jogador de futebol e vestir a camisa do Newcastle United. Todavia, teve que esperar um pouco para que um dia esse sonho pudesse se tornar realidade.

 

SOUTHAMPTON 

Foi a 300 milhas de casa que Alan Shearer deu seus primeiros passos como jogador profissional. Foi levado por Jack Hixon, na época, olheiro do Southampton. Foram dois anos na categoria de base do clube, até que em 1988 pôde chegar ao time principal. Fez sua estreia contra o Chelsea, em março, jogando como atacante. Teve uma participação discreta, mas foi contra o Arsenal naquele mesmo ano que Shearer despertou o olhar de todos. E, com apenas 17 anos de idade se tornou o mais jovem a marcar um hat-trick em uma partida da primeira divisão inglesa.

Seus bons desempenhos no clube, lhe renderam uma convocação para disputar o torneio de Toulon com a seleção inglesa sub-21. Com mais holofote, não demorou muito para que outros clubes estivessem interessados no potencial do jovem atacante inglês. O Manchester United de Sir Alex Ferguson e o  Blackburn Rovers de Kenny Dalglish entraram na disputa.

 

FAZENDO HISTÓRIA NO EWOOD PARK 

A escolha de Shearer ficou para o Blackburn, um time bem mais modesto que o Manchester United. O jogador foi comprado pelo valor de 3,6 milhões de libras. Em sua primeira temporada, acabou sofrendo uma lesão e ficou de fora de muitos jogos. Mesmo assim, em 21 jogos em sua primeira temporada, balançou a rede 16 vezes. Contudo, em sua segunda temporada, o jogador encontrou o verdadeiro auge de sua forma física e provou ser não apenas um dos melhores atacantes da Inglaterra como também do mundo. Apesar do time ter terminado o campeonato na segunda colocação, Alan Shearer foi eleito o melhor jogador daquele temporada. Além disso, o jogador fez 31 gols nas 40 partidas disputadas.

A temporada seguinte, 1994-95, pode ser coroada como a melhor de Alan Shearer. A começar, que o dono do clube , Jack Walker, trouxe peças que puderam fortalecer mais o elenco. Chris Sutton, que havia sido comprado do Norwich chegou para fazer uma dupla histórica com Shearer no ataque do Blackburn. O resultado dessa parceria? A conquista inédita da Premier League, colocando a equipe do Condado de Lancashire no topo da Inglaterra pela primeira vez na história.

DE VOLTA AO LAR

Depois da passagem brilhante pelo Blackburn, o sonho de criança de Shearer finalmente pudera se tornar realidade. Ele estava de malas prontas para casa e para jogar em seu time do coração, o Newcastle United. Em 30 de julho de 1996, vendido a 15 milhões de libras, um verdadeiro recorde na época. Em sua primeira temporada, foram 25 gols marcados em 31 partidas. Pela terceira vez seguida, Shearer alcançou a marca de artilheiro da competição. Apesar da artilharia, a equipe preta e branca foi vice campeão da Premier League.

A trajetória do jogador em seu clube do coração é marcada por altos e baixos. As lesões que sofrera o atrapalharam muito, e , até mesmo a chegada de técnico holandês  Ruud Gullit para a temporada de 1997-1998 tirou um pouco do seu brilhantismo. Isso por que, o treinador tirou Shearer de grandes partidas. Em uma delas, contra o rival Sundeland, Gullit deixou o atacante no banco de reservas.

Apesar de não ter conquistado títulos com o Newcastle, Shearer conseguiu conquistas individuais. Tais como se tornou o maior artilheiro da história do clube, ultrapassando a marca de Jackie Milburn com 201 gols marcados. Uma outra marca, Alan Shearer conquistou se tornando o maior artilheiro da história da Premier League. Até hoje, ninguém superou a marca de Shearer com 260 gols marcados. Dos jogadores em atividade, Aguero (180 gols) é o  mais próximo de alcançar essa marca. Contudo será que o argentino conseguirá superar o inglês ?

SELEÇÃO INGLESA

Em seu histórico pela seleção inglesa, Shearer, infelizmente, não conseguiu conquistar nenhum título. Talvez a Eurocopa de 1996, disputada em casa pela Inglaterra, possa ter sido o mais próximo da conquista de um título por sua seleção nacional. Entretanto,  mesmo o atacante tendo sido o artilheiro, acabaram perdendo para a Alemanha nas semi finais nos pênaltis. Na copa do mundo de 1998 disputada na França, Glenn Hoddle substituiu Terry Venables para a função de técnico. O próprio foi quem deu a faixa de capitão para Shearer, fato que foi uma grande honra para o jogador. Infelizmente, a seleção acabou sendo eliminada nos pênaltis para a Argentina nas oitavas de finais. Em sua trajetória vestindo a camisa inglesa, foram 63 partidas e 30 gols marcados.

Foto destaque: Football Times 

 

Avatar
Gabriel Queiroz
Sou natural de São Luis do Maranhão, mas faço faculdade em Brasília. Escolhi o jornalismo única e exclusivamente pelo amor que tenho ao futebol e a tantos outros esportes

Artigos Relacionados