Pelo jogo de ida das semifinais da AFC Champions League, no lado do Oriente Médio, o Al-Hilal venceu o Al-Sadd por 4 x 1 de virada. No Estádio Jassim Bin Hamad, o time da casa, comandado pelo espanhol Xavi, até saiu na frente com um gol contra de Bafétimbi Gomis. Entretanto, o francês se redimiu, marcou dois gols e comandou a virada da equipe do treinador romeno Razvan Lucescu.

1º tempo

Os minutos iniciais foram mais brigados e de pouca inspiração. O time da casa chegava com mais perigo, porém, pecava na hora de finalizar. A primeira grande oportunidade foi aos 13′, com o atacante Baghdad Bounedjah, que só não marcou porque a bola desviou no defensor e acabou saindo para escanteio. Na cobrança, o Al-Sadd trabalhou uma jogada ensaiada e conseguiu chagar ao gol. Hassan Al-Haidos recebeu dentro da área, cruzou e contou com o desvio contra do francês Bafétimbi Gomis para abrir o placar.

Posteriormente, o time visitante ensaiava uma reação e pressionou o rival. Aos 33′, em bola levantada, o italiano Sebastian Giovinco ajeitou para Gomis dominar e mandar para o gol, assim, se redimindo e empatando o duelo. Pouco depois, aos 35′, o lateral Abdelkarim Hassan foi expulso e deixou a equipe da casa com um a menos. Portanto, com a vantagem numérica, o Al-Hilal logo conseguiu a virada. Aos 45′, em cobrança de escanteio, Ali Al-Bulaihi apareceu livre no segundo pau e completou de peito para as redes, colocando os sauditas na frente.

 

2º tempo

Assim como no final da primeira etapa, o Al-Hilal pressionou no ataque e queria aproveitar o fato de ter 11 em campo. Após várias chegadas e chances desperdiçadas, a bola resolveu entrar. Aos 15′, Yasser Al-Shahrani cruzou da esquerda e Gomis se antecipou para tocar a bola para o gol. A pressão continuava e a equipe da Arábia Saudita ainda marcou mais um tento. Desta vez, o camisa 10 de 38 anos, Mohammad Al-Shalhoub, que veio do banco, recebeu na marca do pênalti e só deslocou o goleiro para decretar a goleada em Doha. Apenas administrando até o fim do jogo, os visitantes não levaram nenhum susto e complicaram a vida de Xavi e seus comandados.

E agora?

Com a grande vitória no Qatar, o Al-Hilal tem a vantagem do empate e pode até perder por dois gols de diferença em casa. Sendo assim, o Al-Sadd precisa vencer por três tentos para avançar a tão sonha final. A partida da volta acontece no dia 22/10, no Estádio King Saud University, em Riade, Arábia Saudita.

Melhores momentos

Foto destaque: Divulgação/Al-Hilal FC

Avatar
Leonardo Abrahão
Leonardo Abrahão, 20 anos, paulistano e estudante de jornalismo na Universidade Nove de Julho. Redator do Futebol na Veia desde 2019, cobrindo futebol italiano, asiático e brasileiro.

Artigos Relacionados