Fechando a , duas partidas aconteceram na manhã desta terça-feira (9). No duelo de campeões da Ásia de 2016 e 2017, melhor para os sul-coreanos do Jeonbuk que venceram fora de casa os japoneses do Urawa Reds com gol do brasileiro Adriano Michael Jackson. No outro confronto, os tailandeses do Buriram United viram o congolês Cédric Bakambu marcar três gols e dar a vitória aos chineses do Beijing Guoan, fora de casa.

Champions Asiática 2019 – 3ª rodada

Urawa Reds 0 x 1 Jeonbuk

Num duelo de bastante equilíbrio, quem começou melhor foi o time visitante. Logo aos seis minutos o brasileiro Ricardo Lopes recebeu passe de uma falta ensaiada e chutou forte de fora da área para defesa do goleiro Nishikawa. Um minuto depois, em uma saída de bola errada dos mandantes, Son Jun-ho também chutou de longe, passando à direita do goleiro.

Mais alguns segundos e Ricardo Lopes oferece mais pressão, mas o chute passou por cima do gol. Os anfitriões só conseguiram atacar aos 32’, com Yuki Muto cabeceando um cruzamento de Ugajin, mas foi mais um recuou para Song do que um ataque. Na sequência os coreanos saíram errado e Makino arriscou à distância e Song espalmou para escanteio.

https://twitter.com/TheAFCCL/status/1115590888304959488?s=19

O jogo permaneceu equilibrado até a segunda etapa, com um “travamento” no meio-campo que impedia que as equipes jogassem. O duelo passou a ficar muito faltoso, mas nada de violência, apenas infrações para parar a jogada, tanto que apenas um amarelo para os donos da casa foi dado. Em número de faltas, 22 x 14. O brasileiro Adriano Michael Jackson foi a aposta do técnico português José Morais para quebrar a defesa local.

O atacante entrou aos 63’ e, aos 77’, marcou o gol da vitória. Após lançamento de Chul-Soon para a área, a zaga tirou de cabeça nos pés de Lim. O camisa 5 tocou para Adriano, que fez uma tabela brasileira com Ricardo Lopes que dominou e o devolveu de calcanhar, para o camisa 32 balançar o barbante.

Buriram United 1 x 3 Beijing Guoan

Não deu nem tempo de o torcedor sentar em sua cadeira para assistir ao jogo que Cédric Bakambu balançou às redes com 1’18’’ jogados, completando cruzamento de Li Lei da esquerda na pequena área, à queima-roupa, sem chances para o goleiro local, Tedsungnoen. Os mandantes foram em busca do empate e incomodaram. Aos oito minutos, o brasileiro Pedro Júnior fez jogada pela direita e tocou para trás. A bola bateu em Kim Min-jae, tocou na trave esquerda de Zou Dehai e, felizmente saiu para fora.

Sarachat teve uma chance aos 26’, após cruzamento de Kaewprom na área, mas foi outro cabeceio fraco para a fácil defesa de Dehai. Aos 29’, o espanhol Jonathan Viera dá passe em profundidade para o brasileiro RenatoAugusto, que avança pela esquerda e toca no miolo da área para Bakambu, que vai de encontro à bola e faz o segundo dele e do Guoan.

No complemento, aos 53’, Renato Augusto dá um lançamento “cortando a bola” e virando da esquerda para a direita para o lateral direito Wang Gang, que chuta cruzado e Tedsungnoen defende dando rebote. O congolês Bakambu estava lá para conferir seu hat-trick e fazer o terceiro tento dos chineses na partida, já aos 54’. Os mandantes ainda tentavam diminuir. Aos 63’, Pedro Júnior chutou forte de fora da área e Dihai pegou em dois tempos. Ele teve outra chance aos 70’, quando driblou o goleiro e o zagueiro e ficou sem ângulo. Voltou a bola para Kaewprom que tentou por cobertura, mas o goleiro afastou.

Porém, aos 80’, enfim, os tailandeses conseguiram descontar com uma tabela feita por jogadores saídos do banco de reservas. Após passe do vietnamita Luong Xuan Truong em profundidade, Suphanat Mueanta recebeu entrando na área e tocou na saída do goleiro, entre suas pernas, fazendo o gol de honras dos donos da casa. Aos 91’, os locais ainda tiveram uma chance de cabeça com Ratthanakorn Maikami, mas a zaga tirou muito próximo da linha do gol. No rebote Truong tentou o chute, mas a zaga afastou de novo e fim de papo.

Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados