Adriano interessa ao Athletico

Parece que Adriano pode estar de volta ao futebol brasileiro. Depois das desistências por parte do São Paulo e do Santos, agora o Athletico tem demonstrado interesse no jogador. O Furacão tem conversado com o atleta, que parece interessado em voltar a atuar em clubes brasileiros. O clube paranaense tem buscado novos reforços, principalmente após Renan Lodi ser vendido ao Atlético de Madrid.

Atualmente, Adriano está sem nenhum clube. O último clube do atleta foi o Besiktas, da Turquia. Além disso, quem está comandando a negociação entre o clube e o jogador é Paulo André, diretor do Athletico. Os paranaenses só fizeram uma contratação durante a pausa para a Copa América. Emprestado pelo Corinthians, o zagueiro Paulo Henrique chegou ao time. Entretanto, a equipe vem buscando urgentemente um lateral. O clube busca novas contratações para reforçar o elenco no mata-mata da Libertadores.

https://www.instagram.com/p/Bw1eyV5hVwb/

Adriano foi sondado por clubes como o Santos e o São Paulo. A negociação com o Tricolor Paulista não deu certo devido ao alto preço do jogador. Além disso, houveram diversos desencontros durante o acordo. Enquanto isso, os negócios com o time da Vila Belmiro andam bem devagar. Por isso, o lateral demonstrou um maior interesse a partir da proposta do Furacão. O que favorece a equipe do Paraná é o fator casa. O atleta é natural de Curitiba.

Com 34 anos, o esportista foi revelado pelo Coritiba. Pelo Coxa, o jogador ficou entre os anos de 2002 e 2004. Logo, acabou sendo vendido para o Sevilla. Lá, ficou durante seis temporadas, indo jogar no Barcelona em seguida. No clube catalão permaneceu por cinco temporadas, onde atuou em 189 partidas e marcou 13 gols. Por último, representou o Besiktas por três anos. Ao todo, conquistou 24 títulos em sua carreira, entre eles Champions League e Copa América.

Lauren Berger
Lauren Berger, gaúcha e apaixonada por futebol. Cresci vendo grandes nomes do Brasil em campo e um sentimento especial cresceu em mim. Vi Ronaldinho Gaúcho, Fernandão, Cristiano Ronaldo, Iniesta e foi amor à primeira partida. Estudo na Universidade Luterana do Brasil-RS.

Artigos Relacionados