jogadores do Brasil erguendo a taça

A coluna Papo Azteca dessa semana vem contar sobre a história do surgimento da Ola. Popular e sincronizada, alguns indícios informam que a Ola pode ter surgido durante a Copa do Mundo de 1970 realizada no México.

A Ola, que em espanhol quer dizer Onda, é tida como um fenômeno nos estádios. Entretanto, as ondas mexicanas que atravessam as arquibancadas, tornou-se um movimento mundialmente conhecido, e até hoje é realizado durante os jogos de futebol.

Bem como de maneira espontânea, sem limites de repetição, os torcedores espalhados por um estádio e no impulso da emoção da partida, começam uma onda. Ainda assim, o espetáculo da Ola ocorre quando todos se levantam, erguendo os braços e sentam novamente, dando a impressão de uma grande onda percorrendo a arquibancada.

Contudo, a criação da popular Ola Mexicana tem sua origem dividida, em que Canadá e EUA reivindicam para si a criação do movimento no início da década de 1980. Porém, a Ola só ganhou destaque na Copa do Mundo, no México em 1986, sendo à suposição mais provável.

Ola Mexicana. Foto: Reprodução/ODNNoticia

Copa do Mundo de 1970

A Copa do Mundo de 70 sediada no México, foi a 9ª edição da Fifa, que começou em 31 de maio  e foi até 21 de junho, tendo 32 jogos disputados e cerca de 95 gols marcados. Neste ano, foi consagrada o que chamamos hoje de Ola Mexicana, movimento coletivo que se assemelha à uma onda.

Além disso, durante a Copa de 70, foi quando o Pelé, Jairzinho, Tostão, Rivelino e Carlos Alberto. O Brasil que havia ganhado todos os jogos, teve ainda, a sua equipe considerada até hoje como a melhor de todos os tempos.

Com 16 equipes disputando o torneio, nas semifinais da Copa do México ocorreu o chamado jogo do século: a partida realizada entre Itália e Alemanha. Ocasião em que a Seleção Italiana, venceu de 4 x 3 sendo o único jogo de todas as Copas, com cinco gols marcados na prorrogação.

Copa do Mundo de 1986

Após os longos 16 anos de ter sediado uma Copa do Mundo, o México é escolhido depois da Colômbia desistir de sediar, por não aceitar as exigências da Fifa. Assim, o México leva melhor por já ter uma estrutura para o evento. Bem como a 13ª edição da Fifa, começou em 31 de maio e foi até 29 de junho, com à participação de 24 países e cerca de 132 gols marcados.

Por outro lado, o destaque da Copa de 1986 foi o atacante Diego Maradona, que através de sua genialidade, recebeu o título de melhor jogador da competição. Ao passo que à Seleção Argentina de Futebol conquistou o título de campeã ao derrotar a Alemanha na final, com um placar de 3 x 2. Sendo seis jogos disputados, com cinco vitórias e apenas um empate.

Entretanto, à seleção Brasileira não conseguiu manter os bons resultados das primeira fases, quando venceu três jogos. Além da atuação nas oitavas quando derrotou à Polônia pelo placar de 4 x 0, sendo os gols assinados por Sócrates, Josimar, Edinho e Careca.

Dessa forma, o Brasil chegou nas quartas enfrentando a França, o jogo empatado em tempo normal, é lembrado pelo momento em que Zico desperdiçou uma penalidade. Por fim, o jogo se estendeu e nas disputas de pênalti, os Franceses levaram à melhor quando ganharam com um placar de 4 x 3.

Zico brasil pênalti franca copa do mundo 1986. Site Globoesporte. (Foto: Agência AFP)

 

Imagem destacada: México 70. Foto: Reprodução/Anotandofútbol

Bruna Santos
Dados para Login: Biografia ( Bruna Santos, baiana, Jornalista e apaixonada por jogar e escrever sobre futebol. Uma mulher determinada que também busca através do fotojornalismo o lugar de reconhecimento. Comunicativa, alegre e perseverante, sigo na caminhada de fazer à diferença por onde passar.

Artigos Relacionados