A passagem de Roberto Carlos no Real Madrid

- A coluna Navegando pela La Fúria relembra o auge da carreira do brasileiro nos Merengues
Roberto Carlos

Decerto você já ouviu falar sobre Roberto Carlos, ex-jogador de futebol. Até hoje, o mesmo é considerado um dos melhores laterais na história do esporte. Inegavelmente é uma figura muito importante para os brasileiros. Visto que defendeu a Seleção Brasileira em três Copas do Mundo. Aliás, fez parte do plantel da Canarinho em 2002, ano do pentacampeonato. Contudo, hoje iremos abordar sobre outra parte da carreira do atleta. A coluna Navegando pela La Fúria irá relembrar a passagem do brasileiro pelo Real Madrid.

LEIA MAIS

A TRAJETÓRIA ATÉ CHEGAR AO REAL MADRID

A princípio, o garoto oriundo de Garça, interior de São Paulo, iniciou cedo sua carreira no futebol. Aos 16 anos de idade fez parte do elenco profissional do time da União São João (Araras, SP). Logo em seguida, aos 18 anos, foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. Todavia, despontou em outro clube paulista: o Palmeiras. Chegou ao Verdão em 1993. No mesmo ano conquistou o Campeonato Paulista, o Torneio Rio-São Paulo e o Campeonato Brasileiro. Por consequência da boa atuação no Alviverde, a Inter de Milão o contratou em 1995. Sendo assim, começou a desbravar o solo europeu.

UMA PASSAGEM DE GLÓRIAS

Em 1996, o atleta chega ao Real Madrid. Na época, o valor de contratação foi de seis milhões de euros. Dessa maneira, iniciou-se a passagem de Roberto Carlos ao clube madrilenho. Onde mais tarde seria o auge de sua vida no futebol. Afinal, o brasileiro tornou-se ídolo dos Merengues. Permaneceu no campo do Santiago Bernabéu por 11 anos. Assim, totalizou 527 partidas oficiais disputadas e 68 gols marcados. Além disso, conquistou uma grande coleção de títulos.

Em sua estante de troféus vestindo a camisa branca, possui quatro títulos da La Liga (1997, 2001, 2003 e 2007). E três Supercopas da Espanha (1997, 2001 e 2003). Passando para os campeonatos internacionais, conquistou a Copa Intercontinental em 1998 e 2002. Também levou a Supercopa Europa em 2002. Além disso, se sobressai pelo número de Liga dos Campeões conquistadas. Foram três : 1998, 2000 e 2002.

ROBERTO CARLOS: UM ÍDOLO DOS MERENGUES

Foi peça fundamental dentro de campo na conquista de tantos títulos. Porém, também existem outras razões para Roberto ser tão querido pelos Merengues. O astro até os dias atuais, é lembrado por sua simpatia. Sob o mesmo ponto de vista, por suas características individuais. Aliás, chegou a fazer 100 metros em 10,9 segundos. Além disso, seus disparos alcançavam a marca de 140 km/h.

Recentemente, o ex-futebolista elegeu os cinco melhores gols que protagonizou com os Galáticos. Em primeiro lugar, cita um gol de bola parada contra o Real Betis. Em seguida, relembra um tento nos acréscimos contra o Recreativo de Huelva. Nesse sentido, não poderia deixar de lado um dos maiores clássicos mundo. Portanto, cita um gol contra o Barcelona. Onde o mesmo marca de uma distância de aproximadamente 35 metros da meta. Em 4º lugar, um gol contra o Bayer Leverkusen. Em partida válida pela Liga dos Campeões. Por fim, elenca um tento também na Champions League. Contra o Olympique de Marsella.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

BetWarrior


Poliesportiva


Giovanna Monteiro
Giovanna Monteiro
Cursando o 4º semestre de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi, apaixonada por esportes desde os 7 anos e hoje com a cabeça e o coração encaminhados ao Jornalismo Esportivo.

    Artigos Relacionados

    Topo