A Libertadores 2020 está provisoriamente suspensa. Diante da Pandemia causada pelo Coronavírus (COVID-19), a CONMEBOL divulgou uma nota explicando que vai proteger a saúde do futebol Sul-americano. Dessa maneira, fica em questão se teremos ou não a maior competição do continente.

“Todo os participantes da reunião concordam que até o dia de hoje a prioridade continua sendo preservar a saúde da grande família do futebol Sul-americano e, portanto, dadas as recomendações atuais de organizações internacionais no campo de saúde pública, bem como indicações de autoridades sanitárias de cada um dos países das Associações Membro, ainda não foi definida uma data para retomada da CONMEBOL Sul-americana e da CONMEBOL Libertadores 2020.”

LIBERTADORES 2020 X CORONAVÍRUS

A Pandemia que está assolando a Europa chegou forte na América do Sul. As estatísticas chegaram a 67.000 casos confirmados no Brasil, 28.000 no Peru, 23.000 no Equador, 14.000 no Chile e 4.000 na Argentina. Dessa forma, as possibilidades da Libertadores acontecer em meio ao surto de Coronavirus são nulas. A principal medida preventiva adotada é o isolamento social. Com isso, além do impedimento das pessoas assistirem aos jogos no estádio, ainda teremos a questão das fronteiras para os jogadores e comissão técnica. São muitos detalhes para que a competição aconteça este ano e a melhor alternativa será esperar a pandemia acabar.

LIBERTADORES E SUA QUALIDADE

Este será outro fator determinante para o desenrolar da competição. Os atletas já estão parados a mais de um mês e se tudo continuar como está vão ficar por mais tempo. A condição física dos jogadores, com certeza não será a mesma de quando começou a temporada. É óbvio que se forem a campo, o ritmo de jogo estará muito abaixo do esperado e o nível da competição cairia muito. Assim sendo, nenhum torcedor vai gostar de ver o seu time sendo desclassificado por falta de condição física ou por falta de ritmo.

Foto destaque: Divulgação/Pinterest

Renan Braz
Meu nome é Renan Braz, tenho 34 anos, nasci no Rio de janeiro, Baixada Fluminense. Tomei a decisão de escrever conteúdo para internet em 2018 e não tinha como ter ido para outro ramo que não fosse o Futebol.

Artigos Relacionados