A história do Derby dos Rhône-Alpes

- Uma grande rivalidade entre Saint-Étienne e Lyon que vai além dos gramados
Derby Rhône-Alpes

Considerada uma das partidas mais emocionantes da temporada da Ligue 1, o clássico entre Saint-Étienne e Lyon é marcado por grande rivalidade e disputa. Ambos clubes têm muita história no futebol, o que apimenta, ainda mais, os jogos. Cada time teve sua era de dominação no futebol francês com grandes atuações e conquistas o que deixa o Derby Rhône-Alpes ainda mais interessante. Sendo assim, o tema da coluna Além dos Blues dessa semana.

O Saint- Étienne é o clube que mais venceu títulos franceses na história enquanto o Lyon foi o que mais ganhou títulos consecutivos. Além da rivalidade dentro de campo, ambas cidades têm uma disputa também fora dos gramados, por conta das diferenças sociais de cada região.

UMA RIVALIDADE ALÉM DOS GRAMADOS

O Derby dos Rhône-Alpes tem este nome por conta de ser o nome da região onde estão situadas as duas cidades das equipes, Lyon e Saint-Étienne. Separadas por apenas 50km de distância, as cidades representam muito, não só para a região, mas também para a França em questões como economia e demografia. Mesmo sendo cidades bem próximas, ao longo da história, tiveram diferenças sociais grandes.

Crédito: heberger-image.fr

No início do século XX, a cidade de Lyon, por exemplo, era uma cidade que passou por um grande processo de industrialização durante a Revolução Francesa, e com isso tendo moradores com grande poder aquisitivo. Por outro lado, a cidade de Saint-Étienne era conhecida pelos operários, de classe bem humilde. Essas diferenças históricas marcam muito na rivalidade que ambas cidades têm e mesmo hoje, com contextos sociais diferentes dos daquela época, a disputa é bem acirrada. Rivalidade o qual podemos ver e sentir nos confrontos entre as equipes.

NOS GRAMADOS …

A primeira partida ocorreu em 28 de outubro de 1951, no State de Gerland, casa do Lyon entre 1950 a 2015. Com um hat-trick de Fritz Woehl, o time da casa venceu o primeiro duelo da história por 4 x 2, com um pouco mais de 17 mil torcedores presentes. Alguns meses depois, o Saint-Étienne conquistou o seu primeiro triunfo, 1 x 0 no dia 23 de março de 1952.

Crédito: Reprodução/Parlonssports.fr

Durante os anos, o equilíbrio prevalece sempre no duelo. Em 117 jogos disputados, 41 vitórias para o Saint-Étienne contra 39 vitórias do Lyon com ainda 37 empates no confronto, considerando jogos oficiais. Cada equipe teve épocas de dominação, não só no clássico, mas também no cenário do futebol francês.

ANOS DE GLÓRIA DO SAINT-ÉTIENNE

O Saint-Étienne, clube fundado em 1909, participou pela primeira vez da liga francesa em 1938. Mas apenas nos anos 50 que o clube começou a se firmar e conquistar títulos. A primeira conquista do Campeonato Francês ocorreu em 1957, e ali se iniciava uma grande sequência de troféus em sua história.

Entre os anos de 1957 e 1981 foram dez títulos nacionais e mais seis conquistas da copa francesa, além de um vice campeonato da Champions League na temporada 1975-76. Foram anos tão gloriosos que rende até hoje o título de único clube que têm dez títulos da liga nacional, e consequentemente, o time que mais conquistou o Campeonato Francês.

Mas em 1980, acabou tendo uma grande queda e foi parar na Ligue 2. Após alguns anos de temporadas irregulares, os Verts, já no século XXI, começaram a ser firmar novamente na elite dos clubes franceses. Conquistou o título da Copa da Liga Francesa, após um jejum de 32 anos sem uma conquista de grande expressão e voltou a estar mais presente no topo. O Derby de Rhônes-Alpes, durante esses anos, acabava sendo dominado pelo Saint, que até 1990, tinha 36 vitórias contra apenas 15 do Lyon.

Há 15 anos, Lyon iniciava sua dinastia na França: A história do título relembrada por Juninho |
Crédito: Reprodução/Trivela

CRESCIMENTO DO LYON

O Lyon era um time sem muita expressão no futebol francês, conquistou três títulos da Copa da França em 1964, 1967 e 1973, mas, apenas no anos 90, conseguiu se tornar um clube mais regular, sem muitos rebaixamentos, e se manteve com maior frequência na elite do futebol francês.

O primeiro título da Ligue 1 aconteceu na temporada 2001/02, tendo como melhor jogador, o brasileiro Juninho Pernambucano. Sua passagem pelo Lyon transformou o time em uma máquina de títulos. Foram sete títulos consecutivos da Ligue 1 e mais um título da Copa da França. Após a saída de Juninho, o Lyon não conseguiu manter o mesmo rendimento e o último título oficial foi em 2012 com a copa francesa.

Neste período de sucesso do Lyon, o derby contra o Saint-Étienne teve total domínio dos Les Gones. Desde 1990 26 vitórias do time de Juninho Pernambucano contra apenas 8 vitórias do clube da cidade vizinha.

CURIOSIDADES

A rivalidade entre os clubes é tão grande que em 2013, a prefeitura e o conselho do Estado decidiram que as partidas deveriam ocorrer com torcidas únicas, por conta dos confrontos entre torcidas, que existiam e existem até hoje.

olympique de marseille | Europa Football | Página 7
Reprodução/Eurofootball

A saber, a maior goleada do derby ocorreu em 5 de outubro de 1969, quando o Saint-Étienne aplicou 7 x 1 no rival. O maior público do clássico é de 57.050 torcedores, no Groupama Stadium (atual casa do Lyon), em 2 de outubro de 2016, com a vitória dos mandantes por 2 x 0.

Groupama Stadium: Home of the Olympique Lyonnais Soccer Team
Foto: Reprodução/This is lyon

A maior série invicta conquistada pelos clubes foi do Lyon com 16 anos sem perder para o maior rival. Assim, ele ocorreu entre 23 de setembro de 1994 a 25 de setembro de 2010.

Os maiores artilheiros do clássico são: Fleury Di Nallo pelo lado do Lyon e Hervé Revelli para o Saint-Étienne. Ambos jogadores marcaram 14 gols e se enfrentaram durante as décadas de 50 e 60. Além disso, Serge Chiesa é o jogador que mais vezes jogou o clássico: 30 vezes como jogador do Lyon.

SITUAÇÃO ATUAL DOS TIMES 

Os clubes vêm de fases muito distintas. Na temporada passada, o Saint-Étienne ficou em 17ª posição no campeonato francês, uma posição muito abaixo do que se esperava do elenco. Obteve mais derrotas do que vitórias, e mesmo o campeonato encerrando antecipadamente por conta da pandemia do Covid-19, o time teve um início muito ruim.

Na Copa da França, teve um bom desempenho e ficou com o vice campeonato perdendo para o PSG na final. Na Taça da Liga Francesa, novamente contra o time de Paris, acabou goleado e saindo nas quartas de final. Por fim, na UEL, não venceu nenhum jogo de seu grupo e acabou eliminado outra vez.

Lyon vence Saint-Étienne e sobe na tabela do Campeonato Francês - Gazeta Esportiva
Última partida entres as equipes. Reprodução/Gazeta esportiva

Já o Lyon teve uma temporada mais empolgante para sua torcida. O clube voltou a uma semifinal de Champions League após dez anos. A última vez foi na temporada 2009/10 quando caiu para o Bayern de Munique. Similarmente a aquela oportunidade, o time francês perdeu mais uma vez para os Bávaros, mas conseguiu encantar a Europa deixando para traz times como Manchester City e Juventus.

Todavia, nem tudo são flores. No cenário nacional, o Lyon não foi muito bem, e acabou ficando em 7ª posição no campeonato, e de fora das vagas para competições intercontinentais. Na Copa da França, caiu nas semifinais para o PSG, e na Taça da Liga Francesa, chegou a final mas acabou perdendo novamente para o rival de Paris e ficou com o vice campeonato.

MUITA TRADIÇÃO

Em conclusão, o Derby do Rhône-Alpes é cheio de disputa, emoção e rivalidade entre as cidades.  Um derby com muita história e com times gigantes, vêm sendo, ao longo dos anos, um clássico que movimenta as cidades. O próximo jogo entre as duas equipes ocorrerá no dia 8 de novembro e completará 69 anos de muita tradição e rivalidade no futebol francês.

Foto Destaque: Reprodução/ L' Equipe

BetWarrior


Poliesportiva


Eduardo Adante
Eduardo Adante
Por gostar muito de esportes, me surgiu a oportunidade de conhecer o jornalismo, e logo de cara, decidi que era o que eu queria fazer da minha vida. Busco sempre estar aprendendo e melhorando profissionalmente e dando o meu melhor, para fazer um bom trabalho no jornalismo esportivo.

    Artigos Relacionados

    Topo