A Hegemonia do Saint-Étienne nos anos 70

- Como os Vert et blanc dominaram o futebol francês na década de 70

A década de 1970 com certeza, foi se não, a mais importante na história do Saint-Étienne. Nesse ínterim, os Vert et blanc se tornavam os maiores campeões do Campeonato Francês. Sendo assim, até vice-campeões da Liga dos Campeões  da temporada de 1975-76. Dessa forma, a Coluna Além dos Bleus desta semana, traz informações e curiosidades de como o time da região de Ródano-Alpes se tornava a sensação francesa naquele tempo.

O COMEÇO DA DÉCADA

Esse era o elenco do Saint-Étienne na temporada 1970-71.

Foto/reprodução: Pinterest.

À primeira vista, o Saint-Étienne conquistava o triplete na temporada de 1970: a Copa da França, o Campeonato Francês e a Copa Gambardella. Eram sinais de dominação dos Verts sobre o futebol francês. Mas na Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1969-70, a campanha foi decepcionante. Logo após vencerem o Bayern de Munique na primeira fase, foram eliminados pelo Legia Varsóvia, da Polônia na fase seguinte.

O CASO CARNUS-BOSQUIER

Anteriormente, o Olympique de Marselha perdeu o título do Campeonato Francês para o Saint-Étienne por onze pontos de diferença. Com isso, os Les Olympiens se vingariam na temporada seguinte no caso Carnus-Bosquier. O presidente dos Vert et blanc, Roger Rocher  rescinde o contrato com esses dois grandes jogadores. Que decidem, então, atuar pelo Marselha nas próximas temporadas. Enquanto isso, Albert Batteux, treinador do clube, renuncia do cargo após as intervenções do presidente.

Posteriormente, o capitão recém-aposentado Robert Herbin, toma o cargo de treinador no lugar de Batteux, após a sua demissão. Baseando-se em particular nos vencedores da Gambardella de 1970, ele reconstrói uma equipe formidável.

A REFORMULAÇÃO

Em 1972, o estádio foi reformado. Na temporada de 1972-73, os Verts foram dominados pelo Nantes. Mas, na temporada seguinte, o Saint-Étienne se redimiu ao conquistar a Copa da França e o Campeonato Francês. Conquistando assim, o seu quarto duplete na história do time, apesar da crise causada por Rocher.

TEMPORADA DE 1975-76: TRICAMPEONATO FRANCÊS E FINAL EUROPEIA

Elencos do Saint-Étienne e Bayern de Munique, utilizados na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1975-76.

Foto/Reprodução: Wikipédia

A temporada de 1975-76 foi marcante para os Verts. Foram beneficiados pelo primeiro plano de Dominique Rocheteau. Logo após vencer o Campeonato Francês pelo terceiro ano consecutivo, fizeram uma jornada europeia inesquecível. Eliminaram sucessivamente o KB Copenhague, Glasgow Rangers, o Dínamo de Kiev do bola de ouro Oleg Blokhine após prorrogação, e por fim, o PSV Eindhoven.

Dessa forma, enfrentaram o Bayern de Munique na final. Ocorreu no dia 12 de maio, no Hampden Park, em Glasgow. Rocheteau entrou no segundo tempo, mesmo machucado. Os Verts acertaram a trave duas vezes, antes do Bayern abrir o placar, numa cobrança de falta cobrada por Franz Beckenbauer para Franz Roth que chutou no lado esquerdo para marcar. Nos oito minutos finais, Dominique Rocheteau, prestes a reverter a situação do jogo sozinho, não obteve sucesso. Por fim, são recebidos na sua volta à França, pelo presidente da república, Valéry Giscard d'Estaing e desfilam em Paris, na Avenida dos Campos Elísios.

Embora eliminado nas quartas das finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus do ano seguinte para o Liverpool, após uma grande partida disputada em Anfield, por 3 x 2, e perder o título do Campeonato Francês, por 13 pontos de diferença, conquistaram a Copa da França, sobre o Stade de Reims, pelo placar de 2 x 1.

O FINAL DA DÉCADA

Elenco do Saint-Étienne no final da década, na temporada de 1980-81.

Foto/Reprodução: Pinterest.

Em conclusão, nos dois anos da década de 1970, o clube perdeu parte de seu esplendor. Na primavera de 1977, o capitão do time, Jean-Michel Larqué é transferido após uma discussão com o treinador da equipe, Robert Herbin. Visivelmente no fim do ciclo, os Les Stéphanois realizam uma temporada de 1977-78 sem alívio. O rejuvenescimento da força de trabalho dos Verts permitem que façam uma temporada melhor em 1978-79.

A chegada do jovem promissor Michel Platini colocou o Saint-Étienne de volta ao topo do futebol francês. Logo depois de terem ficado em terceiro lugar no Campeonato Francês em 1980, foram campeões da liga no ano seguinte, graças ao contratado Platini, que fez uma grande temporada.

Foto destaque/Reprodução: Wikipédia Francesa.

 

BetWarrior


Poliesportiva


Eduardo Downey
Eduardo Downey
Olá, eu me chamo Eduardo Downey. Tenho 20 anos, e sou torcedor há pelo menos 15. Natural de Recife-PE e um apaixonado pelos esportes. Curso jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco. Vivo e respiro futebol. Instagram: @eduardojdowney.

Artigos Relacionados

Topo