A Alemanha se consolidou como um país referência e de grande prestígio no futebol feminino internacional. Dessa maneira, possui mais de 90 clubes, duas ligas nacionais e cinco regionais. No entanto, assim como foi e é a realidade de diversos países, tiveram dificuldades para se firmar. Logo, desde seu início sofreu diversas resistências e até foram proibidas de jogarem.

No ano de 1920, o futebol feminino era extremamente criticado e visto como algo inadequado na Alemanha. Ainda assim, nesse período ele começava a se manifestar no país. Os primeiros jogos foram organizados por estudantes, apesar de a Associação Alemã de Ginástica julgar ser errado o uso dos shorts para “futuras acadêmicas alemãs do sexo feminino”.

Em vista disso, em 1922 ocorreram os primeiros jogos femininos nos campeonatos das universidades alemãs. Mas o primeiro resultado documentado foi em 1927, quando uma equipe de Munique enfrentou um time de Berlim e o placar terminou em 2 x 1.

PROIBIÇÃO DO FUTEBOL FEMININO

Em 1955, após o período da 2ª Guerra Mundial, a Federação Alemã de Futebol proibiu o futebol feminino e afirmou que a atividade não vai de encontro à natureza feminina. Sendo assim, não poderiam utilizar ao campos do país e os clubes não poderiam criar departamentos de futebol feminino. Entretanto, mesmo com a desautorização da prática, a modalidade continuou resistindo e crescendo na Alemanha.

Finalmente, em 1970, o Congresso de Travemünde suspendeu a proibição para o futebol feminino. Isso porque, de acordo com estimativas, jogando de forma não oficial, já se tinha mais de 40.000 a 60.000 mulheres atuando de forma não oficial na Alemanha no final da década de 1960.

CRIAÇÃO DO TORNEIO FEMININO

Foi em 1980 quando o torneio feminino alemão começou a ser organizado. Foi consolidado pelas Ligas regionais e, dois anos mais tarde, foi criada a primeira equipe nacional oficialmente. Em 1986, surgiram as tentativas de criar uma Liga Profissional mais desenvolvida, mas somente em 1989, com a obtenção pela primeira vez da Eurocup por uma equipe feminina alemã, que pôde se concretizar. Desse modo, em 1990, o Congresso de Trier criou a Bundesliga.

DESENVOLVIMENTO DO  FUTEBOL FEMININO NA ALEMANHA

Embora tenha tido um início com dificuldades, o futebol feminino na Alemanha cresceu rapidamente. Em 1990/1991 a Bundesliga estreou e a primeira equipe a vencer o torneio foi o FSV Frankfurt, que hoje é o maior campeão nacional, com sete títulos. Assim, no mesmo ano a equipe nacional ganhou o Campeonato Europeu Feminino. Daí em diante, em 1995, conseguiu mais um tíulo europeu e os cinco seguintes (1997, 2001, 2005, 2009, 2013). Ademais, na Copa do Mundo de Futebol Feminino, as alemães conquistaram a taça nos anos de 2003 e 2007.

Nesse sentido, é evidente a hegemonia criada pela Alemanha no futebol feminino a partir daquele momento. Esse foi o resultado de uma cultura de incentivo feita por muitos anos. Dado que, a modalidade no país é bem estruturada e possui uma Segunda Divisão, mais pelo menos outras cinco classes inferiores, que possuem torneios divididos entre regiões, estados e distritos. Além disso, possui Campeonatos de base para crianças e adolescentes entre 11 e 17 anos. Logo, o investimento da Federação alemã nas mulheres, a cada dia em surtido efeito e mais de um milhão de meninas praticam o esporte constantemente.

Foto destaque: Reprodução/Joel Marklun

 

Ayana Santana
Ayana Santana
Uma baiana de 19 anos, estudante de jornalismo no Centro Universitário Jorge Amado, amante do futebol e do Esporte Clube Bahia. Encontrou no jornalismo a junção de duas paixões: a escrita e o esporte.

Artigos Relacionados