A Copa Verde vem aí!

Atenção torcedor do Norte, Centro-Oeste e Espírito Santo: a Copa Verde está chegando. A competição que já é tradicional do calendário das regiões, começará na quarta-feira (24), cheia de reviravoltas. Cerca de 11 times que já estavam classificados previamente, pediram para deixar a competição em 2019. Motivos como falta de verba e até logística, foram alegados pelos clubes para não jogarem. Clubes tradicionais da região como Rio Branco (AC) e Palmas (TO) não jogarão, assim como Atlético-GO e Vila Nova.

Os times da Copa Verde

Com 24 times, a competição terá estados com três representantes, surgindo Pará (Remo, Paysandu e Bragantino), Mato Grosso (Cuiabá, Luverdense e Sinop), Acre (Galvez, Atlético Acreano e Humaitá) e Amazonas (Manaus, Nacional e Fast). Com dois representantes aparecem Amapá (Ypiranga e Santos), Distrito Federal (Sobradinho e Brasiliense), Espírito Santo (Vitória e Real Noroeste), Goiás (Goiás e Iporá) e Mato Grosso do Sul (União ABC e Costa Rica). Além deles, Roraima (São Raimundo) e Rondônia (Gênus) terão representantes para o torneio.

Formato da Copa Verde

A disputa se mantém a mesma dos últimos anos. Mata-mata, sendo que na fase de oitavas de final os melhores times rankeados na CBF, têm a vantagem de automaticamente já estar nela. Os beneficiados da vez, foram Paysandu, Santos-AP, Remo, Atlético-AC, Luverdense, Goiás, Sinop e Cuiabá. A curiosidade dos confrontos de primeira fase, é o duelo entre Remo e Manaus, que podem se encontrar nas oitavas, assim como o ano passado.

Benefícios

Disputar a Copa Verde se tornou problema para alguns, mas não para quem está no certame. Segundo o secretário da CBF Walter Feldman, em entrevista ao Globoesporte.com, a competição continuará dando vaga para as oitavas da Copa do Brasil. Em contrapartida, o financeiro chama a atenção com R$ 2,5 milhões como cota de participação.

Poderemos eventualmente no processo ter outros patrocinadores, e inclusive haver a possibilidade de encaminhar algum recurso pros clubes participantes, mas pelo menos a logística já está praticamente assegurada, em fase de assinatura de contrato. 

Histórico da Copa Verde

Desde 2014, ano de estreia do torneio, sempre um time paraense esteve presente na final. O Paysandu foi o que mais frequentou a final, com quatro participações. Já outro time que chegou na final é o Remo, com apenas uma vez e foi derrota de maneira vexatória. Ao todo, Papão da Curuzu tem dois títulos, sendo o maior vencedor. Atrás dele, vem Cuiabá, Luverdense e Brasília, com apenas uma conquista. Sem falar da surpresa de 2018, Atlético Itapemirim-ES, que foi derrotado pelo Bicolor.

Período de disputa

Vale relembrar que a competição terá início nesta quarta-feira (24) com Bragantino x São Raimundo, Ypiranga x Fast, Real Noroeste x iporá e Humaitá x Nacional. Enquanto isso, a quinta-feira reserva os duelos entre Sobradinho x Manaus, União ABC x Galvez e Costa Rica x Gênus. Para finalizar os jogos de ida, Vitória-ES x Brasiliense jogam no sábado. Enquanto isso, a final segundo o site da CBF, será no dia 23 de novembro (sábado)

Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva e sou de Altamira no Pará. Tenho pós-graduação na área de Letras, mas a paixão mesmo é o futebol e o jornalismo, tenho como ídolos ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning e Vitor Sérgio Rodrigues. Sou deficiente físico, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, Enfim! Sonho em fazer um passo a cada dia, um melhor do que o outro.

Artigos Relacionados