Top 10 surpresas da Copa

Neste mundial, muitos jogadores chamaram a atenção do público pelas belas partidas que disputaram
Mbappé tem sido o cara da França neste mundial (Reprodução/ Christophe Simon/Getty Images)

A Copa do Mundo está chegando ao fim, mas o Futebol na Veia não para e continua com a cobertura do mundial. Desta vez, listamos um Top 10 dos jogadores que foram a surpresa neste mundial. Confira a nossa lista de quem são as 10 surpresas da maior competição de futebol do mundo!

10. Diego Laxalt – Uruguai

O lateral esquerdo uruguaio assumiu a titularidade no último jogo da fase de grupos contra a Rússia. Martín Cáceres, dono da posição foi deslocado para a lateral direita, abrindo caminho para o jovem uruguaio apoiar pelo lado esquerdo. Na primeira partida de titular, o lateral esquerdo acertou um bom chute e contou com o desvio de Cheryshev para a bola entrar no gol. Laxalt atualmente defende o Genoa, da Itália e tem sido sondado em clubes como Benfica (POR), Southampton (ING) e Galatasaray (TUR).

Diego Laxalt teve uma boa atuação com a camisa Celeste (Reprodução/AFP)
Diego Laxalt teve uma boa atuação com a camisa Celeste (Reprodução/AFP)

9. Benjamin Pavard – França

Outro lateral que se destacou neste mundial, Pavard pode atuar como zagueiro também. Atualmente joga pelo Stuttgart (ALE) e só não foi titular em todos os jogos, pois foi poupado contra a Dinamarca, jogo em que os franceses já estavam classificados. Na partida contra a Argentina, o lateral direito acertou um belo chute e fez um golaço, colocando novamente os Les Bleus na partida. Foi convocado pela primeira vez em 2017, e estreou contra País de Gales em 10/11/2017.

Pavard marcou um belo gol contra a Argentina nas oitavas de final da Copa da Rússia (Reprodução/ Fatih-Akta /Getty Images)
Pavard marcou um belo gol contra a Argentina nas oitavas de final da Copa da Rússia (Reprodução/ Fatih-Akta /Getty Images)

8. Mário Fernandes – Rússia

Mário Fernandes ficou conhecido no Brasil por ter recusado vestir a camisa amarelinha em 2011, quando foi convocado por Mano Menezes. Quando isso aconteceu, Mário Fernandes já jogava no CSKA. O brasileiro naturalizado russo chegou a disputar uma partida pela seleção, mas preferiu defender a seleção do pais em que joga. As boas atuações de Mário na lateral direita russa, chamaram a atenção do Valência (ESP), que consultou o CSKA. No mundial, Mário Fernandes anotou um gol, o que levou o jogo contra a Croácia para a disputa de pênaltis, porém, nas cobranças, o lateral errou a cobrança.

Mário Fernandes comemorando gol de empate contra a Croácia (Reprodução/Mikhail Tereshchenko/Getty Images)
Mário Fernandes comemorando gol de empate contra a Croácia (Reprodução/Mikhail Tereshchenko/Getty Images)

7. Aleksandr Golovin – Rússia

É uma jovem promessa russa, que tem tudo para ser o cara da seleção nas próximas competições. É companheiro de Mário Fernandes no CSKA, chama bastante a atenção por ser ambidestro, bom batedor de falta, inclusive seu gol saiu de um belo chute. Passou a ser convocado para a seleção principal em 2015, até o momento foram 3 gols e 23 jogos.

Aleksandr Golovin fez um belíssimo gol de falta no jogo de abertura da Copa (Reprodução/Getty Images)
Aleksandr Golovin fez um belíssimo gol de falta no jogo de abertura da Copa (Reprodução/Getty Images)

6. Denis Cheryshev – Rússia

Um dos grandes nomes da Rússia nesse mundial, marcou quatro gols na competição e mostrou que tem estrela e que pode ser decisivo tanto na seleção, quanto no clube. Em 2015, se envolveu numa polêmica, ao jogar suspenso uma partida na Copa do Rey, que eliminou o Real Madrid da competição, depois disso, não se firmou mais em nenhum clube. Será que a Copa da Rússia dará novos ares para o russo?

Cheryshev anotou quatro gols nesse mundial (Reprodução/AFP)
Cheryshev anotou quatro gols nesse mundial (Reprodução/AFP)

5. Yerry Mina – Colômbia

Pouco aproveitado no Barça, Mina começou a Copa como reserva, mas virou titular no segundo jogo e de lá não saiu mais. Ao todo o gigante colombiano marcou três gols na competição, o último deles no finalzinho do jogo contra a Inglaterra, levando o jogo para a prorrogação.  Será que os ares do Mundial poderão dar uma sobrevida a Mina no Barcelona?

Mina foi bastante decisivo para a Colômbia na Copa da Rússia (Reprodução/Clive Rose/Getty Images)
Mina foi bastante decisivo para a Colômbia na Copa da Rússia (Reprodução/Clive Rose/Getty Images)

4. Danijel Subašić – Croácia

O goleirão do Mônaco tem se destacado na Copa do Mundo da Rússia pelas suas boas defesas durante as partidas, a segurança que passa embaixo das traves e a frieza na hora de defender pênaltis. Ao todo na competição até o momento, foram quatro pênaltis defendidos, três contra a Dinamarca e um contra a Rússia. Será que o arqueiro será capaz de fechar o gol contra a França e trazer o título histórico para a Croácia?

Danijel Subašić agarrando mais um pênalti neste mundial (Reprodução/Francois Nel/Getty Images)
Danijel Subašić agarrando mais um pênalti neste mundial (Reprodução/Francois Nel/Getty Images)

3. Lucas Torreira – Uruguai

Recém-contratado pelo Arsenal, Torreira foi uma das grandes revelações desse mundial. Sua garra, persistência e bons jogos admiraram os torcedores charruas e os amantes do bom futebol. O jovem camisa 14 uruguaio chamou a atenção também por dar um “carrinho de cabeça” tentando afastar o perigo da área do Uruguai. Torreira fez boas temporadas pelo Sampdoria, foram 74 jogos e quatro gols marcados.

Lucas Torreira durante a partida contra a França pelas quartas de final (Reprodução/AFP)
Lucas Torreira durante a partida contra a França pelas quartas de final (Reprodução/AFP)

2. Kasper Schmeichel – Dinamarca

Filho de Peter Schmeichel, lenda dinamarquesa, proporcionou muitas emoções para o pai nesta Copa, sobretudo nas oitavas de final contra a Croácia. Kasper apesar de ter tomado o gol muito cedo na partida, fechou o gol durante os 90 minutos e salvou o time de uma eliminação na prorrogação após pegar um penal de Luka Modric, o cara das bolas paradas. Nas penalidades, Kasper parou Badelj e Pivaric.

Kasper Schmeichel defendeu três penalidades nas oitavas de final (Reprodução/Jamie Squire/FIFA/Getty Images)
Kasper Schmeichel defendeu três penalidades nas oitavas de final (Reprodução/Jamie Squire/FIFA/Getty Images)

1. Jordan Pickford – Inglaterra

O que falar desse goleiro que mal conhecemos, mas já consideramos pakas? Brincadeiras a parte, o goleiro inglês operou milagres, salvando a meta do English Team contra a Colômbia, Suécia. Jordan Pickford foi eleito o melhor jogador da partida contra os colombianos. A convocação dos jovens goleiros ingleses Pickford, Butland e Nick Pope, foi bastante questionada pela imprensa, mas Pickford deu conta do recado, correspondeu a confiança de Southgate e colou os críticos. O arqueiro do Everton por pouco não fez história ao quase chegar a final, disputando apenas nove partidas com a camisa inglesa.

Pickford teve um ótimo desempenho defendendo a meta inglesa (Reprodução/-Matthias Schrader/Associated Press)
Pickford teve um ótimo desempenho defendendo a meta inglesa (Reprodução/Matthias Schrader/Associated Press)

Bônus: Kylian Mbappé – França

Mbappé tem tido ótimos desempenhos na Copa da Rússia. O camisa 10 da França anotou três gols neste mundial, dois contra a Argentina, partida em que deitou e rolou em cima dos hermanos. Com sua estreia em mundiais, Mbappé se tornou o jogador francês mais jovem a disputar a competição. Na primeira fase, o camisa 29 do PSG foi responsável por marcar o gol contra o Peru que deu a classificação aos Bleus. O motivo de Mbappé estar neste “Top 11” é o fato do altíssimo nível que o jovem francês vem mostrando em seu primeiro mundial.

Mbappé tem sido o cara da França neste mundial (Reprodução/ Christophe Simon/Getty Images)
Mbappé tem sido o cara da França neste mundial (Reprodução/ Christophe Simon/Getty Images)
Fernando Morales

Sobre Fernando Morales

Fernando Morales já escreveu 52 posts nesse site..

Nascido em São José dos Campos, 1994, Fernando Morales é jornalista e pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Universidade Anhembi Morumbi. Apaixonado por esportes, atualmente, é repórter e comentarista esportivo da Web Rádio Poliesportiva e redator do FNV.

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Fernando Morales
Fernando Morales
Nascido em São José dos Campos, 1994, Fernando Morales é jornalista e pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Universidade Anhembi Morumbi. Apaixonado por esportes, atualmente, é repórter e comentarista esportivo da Web Rádio Poliesportiva e redator do FNV.

Artigos Relacionados

Topo