América-MG cria a Sparta, sua nova fornecedora de material esportivo

A marca própria do Coelho vestirá os jogadores já a partir de janeiro de 2019
América-MG cria a Sparta, sua nova fornecedora de material esportivo

América-MG segue a tendência e divulgou a criação da Sparta, marca própria de material esportivo. A nova empresa, gerida pelo clube surge com o propósito de ser responsável pelos materiais esportivos do coelho já a partir de 2019. Ao passo que a empresa foi desenvolvida através de parcerias com a Gadel Consultoria e o Designer Adriano Ávila. Portanto, ficou a produção dos uniformes a cargo da Bomache.

De tal forma que a marca nasce representando o espirito do torcedor americano. Inclusive o nome faz referência ao histórico exército de 300 soldados espartanos. A pré-venda já se inicia neste sábado (22/12), para os sócios Onda Verde. Sendo um lote limitado de 300 unidades.

A princípio foi lançada a versão Game. Ela será a mesma utilizada pelos atletas nas competições do próximo ano. E terá, inicialmente, o preço de comercialização em R$ 219,90. Além disso, no próximo estágio, em Abril de 2019, vésperas do campeonato Brasileiro série B, o coelho lançará a versão Fan, sendo que ela terá um preço mais acessível ao torcedor.

Conforme anunciado a apresentação do uniforme ocorrerá em janeiro, antes da estreia do América-MG no Campeonato Mineiro. Inclusive nesta data será promovido um evento interativo com os 300 da pré-venda.

Segundo o diretor Erley Lemos, o projeto permite ao clube uma maior liberdade, assim, oferecendo benefícios aos torcedores e a equipe:
“A escolha pela marca própria nos oferece uma série de benefícios. Teremos total liberdade na definição de preços, distribuição e condições de mercado para comercialização dos uniformes, além da possibilidade de ampliar o enxoval de produtos para o torcedor. A questão financeira também é um fator importante, pois deixamos de ter um intermediário na produção e venda dos produtos do clube”.

Por isso a equipe encerrou a parceria de seis anos com a Lupo. Tem sido “tendência” no mercado esportivo a criação de marca própria pelos clubes para fornecimento de material esportivo. Pioneiro, no final de 2015, o Paysandu festeja as vantagens do projeto. Semelhantemente outros clubes tradicionais já abriram mão de um fornecedor intermediário, a saber : Bahia, Coritiba, CSA, Fortaleza, Joinville, Juventude, Sampaio Corrêa e Santa Cruz, entre outros. Enfim, se trata de um modelo de negócio que veio para ficar no segmento esportivo.

Gian Alves

Sobre Gian Alves

Gian Alves já escreveu 2 posts nesse site..

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Artigos Relacionados

Topo