Seleção FNV do Brasileirão 2018

Saiba quais foram os maiores destaques do campeonato, de acordo com a equipe do Futebol na Veia
Seleção FNV do Brasileirão 2018

E chegou ao fim o Campeonato Brasileiro Série A 2018, com as situações bem definidas. O Palmeiras foi deca campeão, o Flamengo ficou com a vice-liderança e a dupla “GreNal” conquistaram vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2019. Por outro lado, Sport, América- MG, Vitória e Paraná foram rebaixados para a Série B.

Fizemos uma enquete para saber quais jogadores/técnicos foram os melhores atuando em sua respectiva posição, ou seja, montamos a Seleção do Brasileirão! Confira, aí:

Goleiro: Fábio, do Cruzeiro.

O arqueiro foi bem regular na competição. Mesmo estando na Libertadores e na Copa do Brasil, onde se sagrou campeão, Fábio ajudou o Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, onde terminou na oitava posição, com 53 pontos.

Lateral-direito: Mayke, do Palmeiras.

Fez boas partidas pelo Verdão, além de ajudar a equipe a conquistar o título de campeão brasileiro pela décima vez.

Zagueiro: Victor Cuesta, do Internacional.

Foi um dos maiores destaques do clube em 2018 e foi fundamental na campanha do colorado, que terminou na terceira posição.

Zagueiro: Dedé, do Cruzeiro.

Que ano do Dedé, hein? Fez uma temporada impecável, foi decisivo em várias partidas e não podia ficar sem o devido reconhecimento.

Lateral-esquerdo: Dodô, do Santos.

O jogador fez bons jogos pelo Santos e cresceu após a chegada do técnico Cuca, sendo um dos responsáveis pela campanha no Brasileirão.

Meia: Bruno Henrique, do Palmeiras.

O capitão do time alviverde foi decisivo, além de ser o artilheiro do Palmeiras na temporada.

Meia: Lucas Paquetá, do Flamengo.

Se despediu do time carioca no último sábado (1), fez bons jogos no primeiro turno, mas caiu de rendimento. De qualquer forma foi um dos responsáveis pela campanha do rubro-negro que terminou na vice-liderança.

Meia: Arrascaeta, do Cruzeiro.

O meia uruguaio é mais um cruzeirense a fazer parte da nossa Seleção do Campeonato Brasileiro Série A.

Atacante: Dudu, do Palmeiras.

O “pequeno gigante”, que viveu momentos conturbados com a torcida quando ainda era comandado pelo técnico Roger Machado, deu a volta por cima e ganhou confiança com o técnico Felipão. Como um dos candidatos a craque do Brasileirão, ele não podia ficar de fora da nossa seleção.

Atacante: Gabriel, do Santos.

Após momentos difíceis com a torcida santista no começo da temporada, o camisa 10 do Peixe foi decisivo sob o comando do técnico Cuca. Foi um dos responsáveis pela recuperação do Santos no segundo turno da competição, e também é o artilheiro do Brasileirão, com 18 gols marcados.

Atacante: Everton, do Grêmio.

O “Cebolinha” é um dos destaques do Grêmio a garantir vaga direta à Libertadores 2019 e não podia faltar nessa lista.

Técnico: Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras.

O treinador, que chegou após a Copa do Mundo, foi um dos maiores responsáveis, se não o fundamental, pela campanha do Palmeiras. Após sua chegada, o Alviverde ficou 23 jogos invictos e terminou o campeonato com 80 pontos.

A revelação foi de Pedro, centroavante do Fluminense, pela maioria dos votos.

E você? Concorda? Escreva nos comentários sua opinião e por quê.

Camilla Magalhães

Sobre Camilla Magalhães

Camilla Magalhães já escreveu 45 posts nesse site..

Me chamo Camilla Magalhães, tenho 23 anos, sou de Santo Andre e estudo último ano de jornalismo. Sou torcedora do Santos, mas prefiro usar a imparcialidade. Quando era pequena a paixão por futebol me tomou e sigo eternamente apaixonada pelo esporte. Meus ídolos no futebol são o volante Renato, do Santos e no futebol feminino a rainha Marta. Meu exemplo no jornalismo esportivo é o André Hernan.

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Camilla Magalhães
Camilla Magalhães
Me chamo Camilla Magalhães, tenho 23 anos, sou de Santo Andre e estudo último ano de jornalismo. Sou torcedora do Santos, mas prefiro usar a imparcialidade. Quando era pequena a paixão por futebol me tomou e sigo eternamente apaixonada pelo esporte. Meus ídolos no futebol são o volante Renato, do Santos e no futebol feminino a rainha Marta. Meu exemplo no jornalismo esportivo é o André Hernan.

Artigos Relacionados

Topo