Sábado de complemento da 3ª rodada do Parazão 2019

Dois jogos dão continuidade a competição
Sábado de complemento da 3ª rodada do Parazão 2019

Dois jogos continuam a 3ª rodada do Campeonato Paraense de 2019, o Parazão. O destaque do dia vai para as disputas por vagas nas semifinais em cada grupo. O Remo será um dos protagonistas, e não quer deixar seu posto líder, jogando fora de casa.

Parazão 2019 – 3ª Rodada

Independente x Remo – 17h

No Navegantão, em Tucuruí, Sudeste paraense, o Independente recebe o Remo abrindo os trabalhos do fim de semana. A vitória sobre o São Francisco na rodada passada, animou o time da casa, que venceu as duas partidas que fez e está em segundo no Grupo A2. Caso aconteça mais uma conquista, o time pode até assumir a liderança da chave, já que o Paysandu encara o Castanhal, no domingo (10).

Porém, líder mesmo, é o Leão Azul, no Grupo A1, com os mesmos seis pontos. O clima não é dos melhores no Baenão, já que durante a semana uma briga envolvendo um diretor de base e um outro funcionário, acabou indo para a delegacia. O técnico Netão deve colocar um time alternativo, visando o jogo da Copa do Brasil, contra o Serra, no Espirito Santo. Ele espera que os ocorridos nos bastidores não afete emocionalmente os seus atletas.

São Francisco x Tapajós – 20h

O Colosso do Tapajós vai tremer, com o primeiro clássico do estadual. O time que será mandante no duelo, está mais descansado, pois jogou há duas semanas atrás, e viu o rival perder de virada no meio de semana, contra o Bragantino. A expectativa no São Francisco, é de se recuperar na competição, após duas derrotas seguidas e nada melhor do que um clássico para servir de motivação. Mas, o Tapajós espera também se recuperar das duas últimas derrotas para se afastar do risco de rebaixamento e, quem sabe, brigar por uma vaga nas semifinais da competição, já que a diferença, é de apenas três pontos.

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 540 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo