Por fraude fiscal, Modric aceita cumprir pena na prisão na Espanha

Autoridade Tributária espanhola acusa o meia croata de cometer delitos fiscais no imposto de renda.

Os veículos de comunicação internacional e os nacionais não param de falar sobre o grande astro do futebol mundial, o croata Luka Modric. Primeiro porque foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo e da UEFA Champions League, depois pelo fato do meia ser acusado pela Autoridade Tributária espanhola a respeito dos diversos delitos de fraude fiscal em suas declarações de renda.

Diferente de outros jogadores que também enfrentaram as mesmas acusações, se declarando inocente o tempo inteiro, o meia do Real Madrid não negou as acusações, pelo contrario, assumiu a culpa e concordou com a pena imposta pela justiça da Espanha, que declarou que a fraude foi de 870,7 mil euros, valor que corresponde a R$ 4,1 milhões. Como o meia aceitou a condenação o jogador teria que cumprir oito meses de prisão.

Reprodução: Getty Images

Vale lembrar que não é a primeira vez que o croata é denunciado pelos mesmos crimes. Em 2013, o astro foi acusado por fraudar em suas declarações de renda o valor de 290,9 milhões de euros, e 579,7 mil euros no ano de 2014. Em função disso, o jogador usou uma empresa com sede em Luxemburgo, dirigida por sua esposa, a croata Vanja Bosnic.

A condenação é de oito meses de prisão que podem ser evitados caso o jogador pague uma multa de 1,4 milhões de euros, (R$ 6.7 milhões) ao fisco, sendo assim, ficara livre de qualquer problema. No entanto, além deste valor, o camisa 10 do Real terá que pagar ainda 60 mil euros (R$ 285 mil), valor que corresponde ao período que ele ficaria preso, uma vez que é cobrado 250 euros (R$ 1,19 mil) para cada dia que ficaria na prisão.

Para encerrar o caso completamente, Luka Modric deverá efetuar um pagamento de cerca de 400 mil euros (R$ 1,9 milhão), visto que no inicio do processo o croata havia depositado uma parte do valor.

Paulino Henjengo

Sobre Paulino Henjengo

Paulino Henjengo já escreveu 32 posts nesse site..

Paulino Henjengo Nachipipa Martins, angolano e jornalista pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Go). Em Anápolis trabalhou no Jornal Contexto como repórter colaborador, e no Jornal O Bairrista como Repórter e cinegrafista, além de estagiar no Canal 5 como cinegrafista. Atualmente exerce a função de inspetor de ensino na Faculdade Anhanguera de Anápolis desde março de 2015, e é mestrando em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pôs graduando em Docência Universitária pela Faculdade Anhanguera de Anápolis.

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Paulino Henjengo
Paulino Henjengo
Paulino Henjengo Nachipipa Martins, angolano e jornalista pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Go). Em Anápolis trabalhou no Jornal Contexto como repórter colaborador, e no Jornal O Bairrista como Repórter e cinegrafista, além de estagiar no Canal 5 como cinegrafista. Atualmente exerce a função de inspetor de ensino na Faculdade Anhanguera de Anápolis desde março de 2015, e é mestrando em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pôs graduando em Docência Universitária pela Faculdade Anhanguera de Anápolis.

Artigos Relacionados

Topo