O terror do rebaixamento pela glória no G4 da Super Lig

Quatro equipes se enfrentam nesta segunda-feira ou para se distanciar da degola ou chegar ao topo da tabela do campeonato
O terror do rebaixamento pela glória no G4 da Super Lig

Encerrando a 14ª rodada da Super Lig 2018/19, mais dois confrontos entram em campo, simultaneamente às 15h (horário de Brasília) desta segunda-feira (3). Yeni Malatyaspor recebe Akhisar Belediye, que luta para sair da degola, no Estádio Yeni Malatyspor, e Fenerbahçe enfrenta o vice-líder do campeonato Kasimpasa, no Sukru Saracoglu, para escapar da sombra do rebaixamento.

SUPER LIG – 14ª RODADA

Yeni Malatyaspor x Akhisar Belediye

Na 7ª posição, os donos da casa voltam a jogar após serem derrotados pelo Kasimpasa na última rodada. Com 21 pontos, se vencer pode dar um salto enorme ao G4 disputando com Besiktas e Galatasaray (ambos com 24) o terceiro ou quarto lugar, pelo saldo de gols.

Já seu atual rival busca a vitória para escapar da zona da degola e chegar à 13ª posição. Apesar da derrota na última semana, estava sem perder há três rodadas.

As equipes se enfrentaram apenas duas vezes na Super Lig, e nas duas deu empate pelo mesmo placar sem gols.

Fenerbahçe x Kasimpasa

A uma posição da zona de rebaixamento, o time da casa entra em campo após derrota para o Trabzonspor na última rodada por 2 x 1. Podendo subir duas posições se vencer a partida, além de se afastar da degola.

Seu adversário é o atual vice-líder da Super Lig, mas mesmo se perder não perde o segundo lugar. Assim como se vencer também não avança à liderança. Com 25 pontos somados até agora, está cinco abaixo Başakşehir e um acima do Besiktas, que já jogou. Se vencer esta rodada, será sua terceira vitória seguida.

Desde 2016, as equipes já se enfrentaram cinco vezes pelo Campeonato Turco e em nenhuma delas o Fenerbahçe foi derrotado. Equipe venceu quatro vezes e empatou apenas uma.

Sobre Beatriz do Vale

Beatriz do Vale já escreveu 196 posts nesse site..

Comunicativa desde pequena, graduada em Rádio e TV e também em Jornalismo pela FIAM, e pós-graduada pela Cásper Líbero.Tudo o que envolva pesquisa, escrita, locução, entrevista e criação, busco me aprimorar e fazer o melhor. Futebol na Veia surgiu sem qualquer pretensão e, hoje, me proporciona uma verdadeira imersão neste mundo esportivo, com ensinamentos pessoais e profissionais a cada dia. Sou paulistana, 30 anos, não sou parente do Luciano, mas vou experimentando...

Beatriz do Vale
Comunicativa desde pequena, graduada em Rádio e TV e também em Jornalismo pela FIAM, e pós-graduada pela Cásper Líbero.Tudo o que envolva pesquisa, escrita, locução, entrevista e criação, busco me aprimorar e fazer o melhor. Futebol na Veia surgiu sem qualquer pretensão e, hoje, me proporciona uma verdadeira imersão neste mundo esportivo, com ensinamentos pessoais e profissionais a cada dia. Sou paulistana, 30 anos, não sou parente do Luciano, mas vou experimentando...

Artigos Relacionados

Topo