O Nordeste impera na Série D

Dos times que disputarão as semifinais da quarta divisão, somente o São José é do Sul do Brasil
O Nordeste impera na Série D

O fim de semana foi recheado de emoções por todos cantos do Brasil, com as definições de vagas nas semifinais da Série D do Campeonato Brasileiro. De quebra, as quatro melhores equipes da competição, garantiram uma vaga na terceira divisão em 2019, e assim, mais um passo na busca do seu lugar ao sol, no futebol mais equilibrado do mundo. Confira como São José-RS, Treze-PB, Imperatriz-MA e Ferroviário-CE conseguiram o sucesso durante o fim de semana.

São José 2 x 0 Linense (agg: 2 x 1)

O primeiro jogo da Série D, aconteceu no estádio Passo d’Areia, em Porto Alegre, local em que o São José manda os seus jogos.  Na ida, no interior paulista, o Linense venceu por 1 x 0 e obrigou o time da casa a fazer dois gols de diferença, para garantir seu acesso. E foi justamente isso o que aconteceu! No segundo tempo da partida, Fabio (aos cinco minutos) e Márcio (aos 28′), fizeram a festa de todos no gramado e da torcida que compareceu para empurrar o time. Com a vitória, o time gaúcho se mantém líder entre os times classificados, e jogará em casa no jogo decisivo das semifinais.

(Reprodução/São José)

Caxias 1 x 3 Treze (agg 1 x 4)

Outro jogo que aconteceu no Sul do país, foi entre Caxias e Treze. Os nordestinos, haviam vencido por 1 x 0, e assim como o Linense, obrigou o adversário a fazer dois gols de diferença para avançar. Mas os paraibanos foram superiores, e de virada, conseguiu o seu acesso, após quatro anos. Junior Alves abriu o placar para o Caxias, mas Brumatti, Copetti e Dedé, conseguiram colocar o Treze na frente até o fim do jogo.

Uma pena que a festa paraibana foi manchada por uma briga generalizada dentro do gramado, que segundo informações, começou após uma provocação por parte de um dos jogadores do time paraibano e o elenco do Caxias foi tirar satisfações. A briga foi controlada após dez minutos.

(Reprodução/RBS)

Manaus 2 x 1 Imperatriz (agg: 2 x 2 – pen: 2 x 3)

No Estádio da Colina, em Manaus, o time da casa recebeu o Imperatriz, precisando reverter o 1 x 0 que sofreu no Maranhão, conseguiu até fazer dois gols com Nena e Derlan, mas Eloir diminuiu a conta e levou o jogo para os pênaltis. Nesse momento, brilhou a estrela do goleiro Jean, que pegou três cobranças do Manaus e foi um dos heróis do time maranhense, que pela primeira vez sobe para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro.

(Reprodução/Antônio Lima/ Imperatriz)

Campinense 1 x 0 Ferroviário (agg: 3 x 3 – pen: 4 x 5)

No Ceará, a equipe do Ferroviário bateu o Campinense por 3 x 2, e trouxe a pressão para o lado adversário que jogou a segunda partida em casa. Mesmo assim, os paraibanos conseguiram empatar a série, com o gol de Jorginho, levando a decisão para as penalidades. O Ferroviário converteu todas as suas cinco cobranças, mas o Campinense teve um dos seus pênaltis desperdiçados por Felipe Macena, o que decretou a festa cearense e o acesso do Tubarão para as semis e Série C em 2019.

(Reprodução/Pedro Chaves/FCF)

Como fica?

Com os jogos completados nas quartas de final, os confrontos da Série D, definidos por mérito de campanha, ficou assim:

São José x Ferroviário

Treze x Imperatriz

Os times do lado esquerdo definem em casa, outras definições como dia e horário dos jogos, serão definidos ainda na tarde desta terça-feira (10), na sede da CBF.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 332 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo