Depois de vitória e assumir a liderança, por que o São Paulo ficou três anos sem ser líder?

Após triunfo no último domingo, o tricolor paulista chegou a liderança do BR, que não acontecia desde 2015
São Paulo 2018

Nesta temporada o São Paulo vem em crescente evolução, após eliminação no paulista e copa do Brasil, Diego Aguirre arrumou a defesa e deu uma “cara” ao time, que vem brigando lá em cima no campeonato brasileiro. Após a derrota do Flamengo no sábado, uma vitória daria a liderança para o time do Morumbi no domingo, o triunfo veio e assim o SPFC assumiu a primeira colocação, quebrando um tabu de três anos. Pra terminar o primeiro turno e garantir o título simbólico, o tricolor enfrenta o Sport em Recife e depois pega a Chapecoense em casa.

O São Paulo não era líder do Campeonato Brasileiro desde 13 de junho de 2015, porém após assumir a liderança, a equipe ficou as próximas quatro rodadas sem vencer, caindo para a oitava colocação e terminando o campeonato na quarta colocação.

Diego Aguirre, Técnico do São Paulo, durante o treino no CCT da Barra Funda, Zona Oeste da capital paulista.

Alguns motivos podem ser destacados para o São Paulo ter ficado tanto tempo sem ter alcançado a liderança do BR, fato é que um time do tamanho do São Paulo e que é hexa campeão da competição, teve muitos problemas desde 2014 e agora em 2018 parece estar voltando as suas épocas de brigas por títulos.

Hernanes com a camisa do São Paulo. Foto: Gazeta esportiva

Um motivo que era a falta de jogadores de qualidade, em certos momentos, muitos jogadores iam embora durante o andamento da temporada e a reposição nem sempre eram com a mesma qualidade.  Vale lembrar Hernanes no ano passado que saiu, em outros tempos pode se lembrar de Kaká, Pato, David Neres e outros.

Rogério Ceni e Osório no São Paulo. Foto: UOL

Mais um fator é a troca constante de treinadores, tendo uma mudança de ideias, formas de trabalho e formas de se pensar o futebol. Esse imediatismo fez com que os trabalhos no São Paulo fossem interrompidos no meio, muitas vez colocando os interinos pra trabalhar com a desconfiança da torcida. Nesse período de três anos, o tricolor do Morumbi teve seis treinadores, são eles: Dorival Júnior, Rogério Ceni, Osório, Bauza, Doriva, Ricardo Gomes e Muricy Ramalho, além de dois interinos, Milton Cruz e André Jardine.

O último fator e não menos importantes, é a diretoria, que teve muitos problemas em suas gestões, com muita polêmica, pedidos de saída de presidente, troca de diretores, vendas não muitas bem digeridas. A torcida protestou muito contra as gestões que vinham sendo feitas e ao que parece a chegada de Raí e Ricardo Rocha vem blindando o São Paulo, dando muita credibilidade.

Sobre Marcus Vinícius de Morais

Marcus Vinícius de Morais já escreveu 24 posts nesse site..

Me chamo Marcus Vinícius de Morais, tenho 22 anos, paulista e apaixonado por essa cidade cinza. Sou formado em jornalismo pela Universidade Fiam Faam, amo futebol desde que me conheço por gente, pra mim o esporte mais emocionante que existe, acho que nascemos duas vezes na vida, quando saímos da barriga da mãe e quando descobrimos porque viemos ao mundo, eu descobri que é trabalhar com futebol. Torcedor, imparcial e fascinado por essa prática jornalistica que é passar a minha verdade e a verdade do futebol.Comentarista de web rádio, escritor, apresentador, muito bom humor e tenho o apelido de Poetinha, vem comigo e chama que vem.

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Marcus Vinícius de Morais
Me chamo Marcus Vinícius de Morais, tenho 22 anos, paulista e apaixonado por essa cidade cinza. Sou formado em jornalismo pela Universidade Fiam Faam, amo futebol desde que me conheço por gente, pra mim o esporte mais emocionante que existe, acho que nascemos duas vezes na vida, quando saímos da barriga da mãe e quando descobrimos porque viemos ao mundo, eu descobri que é trabalhar com futebol. Torcedor, imparcial e fascinado por essa prática jornalistica que é passar a minha verdade e a verdade do futebol.Comentarista de web rádio, escritor, apresentador, muito bom humor e tenho o apelido de Poetinha, vem comigo e chama que vem.

Artigos Relacionados

Topo