Cruzeiro vence o Corinthians e sai na frente na decisão da Copa do Brasil

Gol solitário de Thiago Neves na primeira etapa, deixa mineiros perto do sexto título

Na noite desta quarta-feira (10), o Corinthians foi ao Mineirão, pela primeira partida da decisão da Copa do Brasil,  e os paulistas foram derrotados pelo Cruzeiro por 1 x 0 . Mesmo com o revés, a final esta em aberto, e  o timão tem chances boas de reverter o placar no jogo decisivo, na próxima quarta 17, às 21h45 em Itaquera. Os mineiros tiveram a chance de abrir boa vantagem, mas o excessivo número de gols perdidos impossibilitou que isso viesse a acontecer.

1º TEMPO

Pouco mais de 53 mil torcedores foram até o estádio do Mineirão acompanhar a partida, e para não decepcionar a nação cruzeirense, os mandantes resolveram  começar a partida dominando as ações e buscando o gol. Foi pelo lado esquerdo de campo que o time buscou jogar mais. A primeira chance de gol veio aos 18 minutos, Thiago Neves recebe na intermediária, o meia avança e arrisca de perna esquerda, Cássio espalma para o lado e na sobra a defesa afastou o perigo.

Aos 34′, o camisa 30 novamente leva perigo ao gol corintiano, dessa vez de perna direita e de fora da área, o cruzeirense chuta forte no canto direito, a bola explode na trave e vai para a lateral de campo. Aos 39′, Cássio sai jogando mal com os pés, Rafinha rouba a bola e é derrubado, na cobrança da falta, o goleiro se redimiu, Henrique sobe e cabeceia firme, mas o camisa 12 evita o gol com um milagre a queima roupa.

A primeira etapa já se arrastava para o final, quando aos 45 minutos,  Egídio faz bela jogada pela esquerda e cruza na área, Thiago Neves sobe livre, cabeceia para o chão, a bola bate no zagueiro corintiano Henrique, engana o goleiro e entra, abrindo o placar no final do jogo e dando mais tranquilidade aos mineiros.

2º TEMPO

Na etapa final de jogo, o Cruzeiro praticamente abdicou de tentar ampliar a vantagem, pouco foi criado pelos mineiros. Já o Corinthians, não mudou a postura de tentar de alguma forma empatar a partida, com isso o jogo ficou apenas com jogadas no meio de campo, com pouquíssimas chegadas ao gol de ambas equipes.

A única chance de gol clara na segunda etapa, foi pelo lado da raposa, Após cobrança de falta pela esquerda, Dedé sobe livre entre a defesa paulista e desvia de cabeça buscando o lado esquerdo de Cássio, mas a bola foi para fora. Tentando mudar o modo de jogo, Jair Ventura promoveu a entrada de Sheik, Pedrinho e Araos, mas o panorama do jogo não mudou. Para piorar, Araos  ainda foi expulso já nos acréscimos de jogo.

Mesmo derrotado, a torcida corintiana apoiou a equipe nas arquibancadas do Mineirão, aos gritos de  “Olê olê olê olê olê, eu sou Corinthians de coração. Eu sou do time que vai ser o campeão”. 

https://twitter.com/Corinthians/status/1050215548649385984

E AGORA?

Apesar da derrota, o Corinthians joga a segunda partida da decisão em casa, na próxima quarta-feira (17), às 21h45 e qualquer vitória com um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis e por mais de dois gols, dá o título ao timão. Já o Cruzeiro, precisa apenas de um empate simples, para sagrar-se Hexa campeão da competição, tornando-se o maior campeão da Copa do Brasil.

Já pelo brasileirão, o Corinthians tem o clássico contra o Santos no estádio do Pacaembu, no domingo 14, às 19h. Já  a raposa, viaja até o Rio de Janeiro, onde enfrenta o Vasco, em São Januário, às 16h.

MELHORES MOMENTOS

Sobre Raphael Almeida

Raphael Almeida já escreveu 101 posts nesse site..

Raphael Almeida, jornalista 28 anos, apaixonado por futebol, tenho como sonho ser repórter de campo, desde pequeno frequento a várzea de futebol, vendo meu pai jogar. Ali vi que minha vontade era de falar sobre esse esporte, frequentador das arquibancadas do maior palco de futebol paulista. Sou torcedor, mas acima de tudo sou esportista!

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Raphael Almeida
Raphael Almeida, jornalista 28 anos, apaixonado por futebol, tenho como sonho ser repórter de campo, desde pequeno frequento a várzea de futebol, vendo meu pai jogar. Ali vi que minha vontade era de falar sobre esse esporte, frequentador das arquibancadas do maior palco de futebol paulista. Sou torcedor, mas acima de tudo sou esportista!

Artigos Relacionados

Topo