Com três de Aguero, Manchester City atropela Chelsea e vira líder da Premier League

Os azuis de Manchester golearam o Chelsea por 6 x 0 e passaram o Liverpool na tabela

Neste domingo (10), o Manchester City não deu chances para o Chelsea. Em pleno Etihad Stadium, o clube aplicou a pior goleada sofrida pelo time de Londres na história da Premier League. No outro jogo do dia, os Spurs venceram por 3 x 1 e estão na terceira posição da competição. Em uma semana que é bastante decisiva, pois conta com o retorno das competições europeias. Confira todos os detalhes das partidas do Campeonato Inglês.

PREMIER LEAGUE – 26ª RODADA

Tottenham 3 x 1 Leicester City

O primeiro tempo foi movimentando, e o Tottenham abriu o placar aos 33 minutos. Depois de cobrança curta de escanteio, Eriksen mandou para a área, Sánchez se antecipou à defesa e marcou de cabeça. Depois do intervalo, os Foxes mexeram no time, e Jamie Vardy finalmente foi para o campo. Mas quando Maddison sofreu pênalti, o camisa 9 desperdiçou a cobrança. Logo em seguida, os donos da casa responderam. Llorente entregou para Eriksen bater de fora da área e fazer 2 x 0.

Leicester voltou a ter esperança quando o jovem belga Youri Tielemans, recém-contratado do Mônaco, tabelou pela direita com Ricardo Pereira, que fez cruzamento rasteiro, perfeito para Vardy desviar e diminuir o placar. Mas enquanto os visitantes tentavam formas de empatar o jogo, Son escapou sozinho em contra-ataque e só teve o trabalho de tirar de Schmeichel para dar números finais para a partida.

No terceiro lugar da Premier League, o Tottenham chegou a 60 pontos. O time volta a campo na quarta-feira, quando recebe o Borussia Dortmund, pela Champions League. No sábado (16), o compromisso é fora de casa, contra o Burnley. No mesmo dia, o Leicester recebe o Crystal Palace.

Manchester City 6 x 0 Chelsea

O City precisou apenas de quatro minutos para dar o primeiro bote no Chelsea. Em cobrança de falta rápida, De Bruyne lançou Bernardo Silva, que sozinho cruzou para trás e encontrou Sterling, livre de marcação, ele abriu o placar. Aos oito minutos, em lance parecido com o primeiro gol, Agüero recebeu sozinho com o gol aberto, mas errou na hora de finalizar e jogou para fora.

Mas o lance não fez falta, já que poucos minutos depois, o argentino acertou uma finalização de rara felicidade de fora da área e jogou a bola no ângulo, sem chances para Kepa e ampliou. Como se não pudesse piorar, os visitantes, entregaram de bandeja o terceiro gol para o City. Aos 19 minutos, Barkley, na entrada da área, cabeceou para trás e Aguero, sozinho, só tirou de Kepa e fez o gol. Com o time de Sarri entregue, Gundogan, aos 25 minutos, de fora da área, chutou forte e marcou o quarto.

No segundo tempo, com o jogo já decidido, o City tirou o pé e passou a atacar sem forçar jogadas, até que Sterling partiu em velocidade e foi derrubado por Azpilicueta dentro da área. O árbitro não titubeou e prontamente apontou a marca da cal. Na cobrança, Sergio Aguero converteu e completou seu hat-trick, no Etihad Stadium. Já no final da partida, em linda troca de passes, David Silva descolou belo passe para Zinchenko, que cruzou para o meio da área e achou Sterling, que apenas escorou para as redes e marcou o sexto dos Citizens.

Uma derrota histórica para o Chelsea! Pois nunca havia perdido por mais de quatro gols de diferença na história da Premier League.  Algo que aconteceu duas vezes: duas semanas atrás, contra o Bournemouth, e em 1996, contra o Liverpool. Mais do que isso, a derrota para o City marcou a primeira vez em que os Blues levam seis gols na Premier League e a maior goleada em confrontos contra o rival – em 2007, foi o Chelsea que venceu por 6 a 0.

Sobre Matheus Carvalho

Matheus Carvalho já escreveu 168 posts nesse site..

Sou Matheus Carvalho, carioca, tenho 20 anos e curso Jornalismo. O esporte sempre esteve na minha vida e provavelmente sempre estará. E como todo brasileiro sou apaixonado por futebol

Matheus Carvalho
Sou Matheus Carvalho, carioca, tenho 20 anos e curso Jornalismo. O esporte sempre esteve na minha vida e provavelmente sempre estará. E como todo brasileiro sou apaixonado por futebol

Artigos Relacionados

Topo