Análise UEFA Champions League – Grupo D

Três campeões nacionais e um vice: esse é o grupo D da Liga dos Campeões
Análise UEFA Champions League - Grupo D

A principal competição entre clubes do mundo está prestes a começar. Mas antes da bola rolar, a Champions League teve os seus grupos formados no dia 30 de agosto. O Futebol na Veia traz as análises de todos os grupos da competição, o Grupo D a princípio é o mais equilibrado, com três campeões nacionais buscando uma vaga na fase de oitavas de final. Confira quais e como vêm os times para o início da competição.

Grupo D – UEFA Champions League

Lokomotiv Moscou

O surpreendente cabeça de chave da Champions League, veio para a competição continental como campeão do seu país, após uma disputa ponto a ponto contra o CSKA Moscou, outro time do país a estar presente na maior competição de clubes do mundo. Na chave, tem boas condições de surpreender, dado o equilíbrio entre os adversários.

O vice-líder da temporada atual do campeonato russo, foi ao mercado e trouxe nomes de peso, que já não estavam sendo bem vistos nos antigos clubes. Como o caso do zagueiro Howedes (ex-Schalke 04) e Krychowiak (ex-PSG), esse último vindo por empréstimo até o fim da temporada 2018/2019. Além das contratações, o clube manteve no seu plantel Fedor Smolov, que defendeu a Rússia no Mundial do seu país.

https://twitter.com/GrzegKrychowiak/status/1033793063355863045

Porto

Os portugueses surgem com um leve favoritismo no grupo, muito mais pelo peso da camisa. Os atuais campeões locais, começaram bem a temporada nesse princípio de Liga NOS, onde ocupam o quarto lugar no momento, com três vitórias e uma derrota.

No mercado, como é de costume, os Dragões foram em busca de jogadores jovens e o Brasil é sempre o lugar mais procurado por eles. Além dos mais conhecidos, como o zagueiro Felipe e o lateral Alex Telles, o clube trouxe Éder Militão (ex-São Paulo) e João Pedro (ex-Palmeiras). Os dois são laterais, e têm plenas condições de conseguir um lugar no time titular e ajudar o time na caminhada europeia. Outros nomes mais experientes, como: Casillas, Jesús Corona e Aboubakar continuam no time.

https://twitter.com/FCPorto/status/1033488123479646208

Schalke 04

Os alemães começaram a Bundesliga de maneira bastante irregular. O clube é 15º colocado, com duas derrotas no jogos que fez, mas é outro time que promete brigar em todos os jogos, por uma vaga no mata-mata da Champions League. O clube chegou como vice-campeão da Bundesliga, 21 pontos atrás do Bayern de Munique.

Na janela de transferências, o time não trouxe nenhum nome de grande destaque no futebol mundial, mas duas das dez chegadas em Gelsenkirchen, podem agregar muito bem para a temporada: o volante Sebastian Rudy (ex-Bayern de Munique), vindo por 16 milhões de Euros, que pode atuar como um segundo homem no meio e como lateral. A outra chegada que pode contribuir, é Mark Uth, centroavante que veio do Hoffenheim e foi o terceiro colocado na artilharia da Bundesliga 2017/2018 com 14 gols.

https://twitter.com/s04/status/1035211620107145218

Galatasaray

Outro campeão de seu país na chave, os Leões começaram avassaladores mais um ano. O time venceu três dos quatro jogos que fez na Super Lig, um deles vencendo por 6 x 0. Enquanto isso, a única derrota veio em um 4 x 0, na última rodada, contra o Trabzonspor. Na briga por uma vaga na próxima fase, o time sofreu algumas mudanças, mesmo assim ainda tem um bom elenco e sobra vontade para o time chegar longe na Champions League.

Assim como os outros rivais do grupo D, o time não trouxe nomes de peso para a temporada. A maior novidade é a vinda do jovem Onyekuru (ex-Everton), por empréstimo até o fim os compromissos do time. Em compensação, perdeu Gomis, que se mudou para a Arábia Saudita, para jogar no Al-Hilal, time do brasileiro Carlos Eduardo que jogou no Fluminense e Porto.

https://twitter.com/GalatasaraySK/status/1034188010823340032

Outros grupos

Análise UEFA Champions League – Grupo A

Análise UEFA Champions League – Grupo B

Análise UEFA Champions League – Grupo C

Análise UEFA Champions League – Grupo E

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 411 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo