Ah, Seu Antônio…

Esperando meu ônibus como de costume, reparei um senhorzinho de mais ou menos 75 anos me olhando meio de lado (com uma camisa azul celeste bem surradinha de tanto que deve usar) com um olhar de quem quer perguntar algo mas não tem coragem de falar. Sentado no ponto de ônibus, ele mudava de expressão toda vez que os nossos olhares se cruzavam e a todo momento dava a entender que queria dizer algo, resolvi então perguntar se queria alguma informação ou algo do tipo, se eu poderia ajudá-lo com alguma coisa, enfim…

Ele rapidamente abriu um sorriso amarelado e para minha surpresa veio logo dizendo, “Me desculpe por ficar te encarando tanto moça, mas eu te vi com essa camisa do Atlético e me lembrei da minha neta, ela sempre foi fanática e a última vez que a vi, ela estava com uma camisa igual a sua e muito feliz pois eu tinha realizado o desejo dela de irmos juntos ao estádio ver uma partida de futebol.”

Eu acharia o fato de ir ao jogo com a neta algo normal, mas a camisa Azul Celeste da Libertadores de 97 que Seu Antônio vestia me fez pergunta-lo em qual jogo ele tinha ido, afinal, ele é Cruzeirense e normalmente não iria ao estádio para ver o Atlético jogar, Seu Antônio então me contou que de 10 netos apenas Laura torcia para o Atlético, e que durante toda a infância deles ele levava os netos para ver o Cruzeiro jogar, mas como Laura não torcia para o clube Celeste ele nunca tinha ido com ela ao estádio.

Eu achei engraçado e disse para ele que Laura deveria ter ficado triste por não ter essa lembrança de infância com o avô, e ele quase que instantaneamente me respondeu.

– Sabe moça, quando a Laura fez 18 anos eu queria ter feito pelo menos um bolinho de aniversário para ela, mas não tive condições, ela então com a doçura que sempre teve me fez uma proposta, ela me ligou e disse: “Vô, vem comigo em um Jogo do Galo, eu compro os ingressos e esse com certeza é o melhor presente que você pode me dar, eu iria ficar muito feliz!”.

Seu Antônio disse que não teve como recusar o pedido e realizou o sonho da neta, ele foi ao estádio com ela na semana seguinte e com os olhos brilhando me disse que nunca viu a neta tão feliz, nem quando o Galo ganhou a Libertadores em 2013 e a neta ficou mais de um mês zoando com a cara dele pois ele sempre dizia a ela que o Galo não iria ganhar nada naquele ano.

Eu achando aquela história super legal perguntei a Seu Antônio se a Laura tinha ido com ele em um jogo do Cruzeiro para poder compensa-lo, e seu Antônio deu um suspiro tão profundo e me disse algo que eu não esperava escutar.

“Moça, uma semana depois desse jogo minha neta me deixou, ela sofreu um acidente de carro e foi embora sem se despedir desse velho Cruzeirense, eu choro toda vez e lembro que não pude realizar o outro sonho dela, que era me ver vestido com uma camisa do Atlético, coisa de adolescente né!”

No dia do enterro dela eu não queria vê-la naquele caixão, mas resolvi fazer o que ela sempre me pedia, comprei uma camisa do Atlético e fui para o enterro como um Atleticano apaixonado, meus outros netos também fizeram o mesmo, todos se vestiram com a camisa Alvinegra, foi o pior dia da minha vida moça, mas tenho certeza que ela estava rindo da gente lá de cima e feliz em ver todos vestidos de Galo.”

Seu Antônio fez escorrer suor dos meus olhos.

Seu Antônio que eu nem conhecia me fez ver novamente que esse tal de Futebol é extraordinário.

Seu Antônio é um Homão da po#&@!

Seu Antônio mesmo que eu não o veja de novo é o Cruzeirense que eu mais respeito.

NUNCA, JAMAIS, EM HIPÓTESE ALGUMA, SERÁ SÓ FUTEBOL!

Aline Lima

Sobre Aline Lima

Aline Lima já escreveu 2 posts nesse site..

Apaixonada por futebol Aline começou cedo na carreira futebolística, mas diante dos cartões vermelhos que a vida lhe deu ela teve que jogar em outros campos. Sua paixão pelo Clube Atlético Mineiro e a vontade que sempre teve em viver de futebol fez com que ela começasse outra grande partida em sua vida, ela entrou no campo do Jornalismo e começou a driblar novos adversários. Aline teve a honra de estagiar na Rádio Inconfidência e comentou vários jogos do Brasileirão, além de adquirir uma experiencia absurda ela teve o prazer de conhecer vários atletas que admira muito. Hoje em dia Aline está no último período de Jornalismo e em seu trabalho convive com dois ídolos do futebol Brasileiro, Dadá Maravilha e Jair Bala. Ela é estagiaria na Tv Alterosa e apesar de não trabalhar no setor esportivo aprende todos os dias coisas novas que vão aperfeiçoar ainda mais sua carreira.Instagram/Twitter: @alinelima13_

Please follow and like us:
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

Comments

comments

Aline Lima
Aline Lima
Apaixonada por futebol Aline começou cedo na carreira futebolística, mas diante dos cartões vermelhos que a vida lhe deu ela teve que jogar em outros campos. Sua paixão pelo Clube Atlético Mineiro e a vontade que sempre teve em viver de futebol fez com que ela começasse outra grande partida em sua vida, ela entrou no campo do Jornalismo e começou a driblar novos adversários. Aline teve a honra de estagiar na Rádio Inconfidência e comentou vários jogos do Brasileirão, além de adquirir uma experiencia absurda ela teve o prazer de conhecer vários atletas que admira muito. Hoje em dia Aline está no último período de Jornalismo e em seu trabalho convive com dois ídolos do futebol Brasileiro, Dadá Maravilha e Jair Bala. Ela é estagiaria na Tv Alterosa e apesar de não trabalhar no setor esportivo aprende todos os dias coisas novas que vão aperfeiçoar ainda mais sua carreira.Instagram/Twitter: @alinelima13_

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Topo