Um turno depois, United teve evolução sem Mourinho

Depois de perder para o Tottenham em Old Trafford, Solskjaer quer se vingar em Wembley

A derrota para o Tottenham, dentro do Old Trafford, foi uma das grandes pedras no caminho em que José Mourinho percorria como técnico do Manchester United. Neste fim de semana, os Lilywhites recebem os Red Devils em Wembley, casa temporária dos Spurs até segunda ordem.

Tratando-se do segundo encontro entre as equipes no campeonato, iremos analisar o período entre um jogo e outro. O que mudou, o que melhorou e as consequências da demissão do português.

Desde 27 de Agosto de 2018, o United realizou 14 partidas, somente pela Premier League. Além da UEFA Champions League, onde cumpriram mais seis partidas, os Red Devils jogaram um partida em cada copa nacional. Porém, aqui apontamos um segundo deslize dos mandantes com o português sob seu comando. O empate que levou a partida aos pênaltis e, consequentemente, a eliminação precoce do United, exatamente 30 dias após a derrota para o Tottenham em casa.

Passeio do Tottenham e de Lucas foi o início do motim contra o técnico José Mourinho. A goleada já não deixou a temporada engrenar. (Foto: SpursOfficial)

As partidas domésticas não convenciam mais ninguém de que era aceitável o trabalho sendo feito. Vencia jogos que, pelo menos, deveriam ser obrigação. Contra  WatfordEverton Bournemouth, por exemplo, a equipe de Mourinho sofreu para ganhar todos os jogos. Tomava pressão e atacava acanhadamente.

O que mais irritava os torcedores da equipe era o futebol apresentado. Não havia ofensividade. Um dos dons de Mourinho é saber defender. Mas, às vezes, no momento errado. Contra as equipes do Top Six, as seis melhores equipes colocadas, não venceu nenhuma. Além de ser goleado em casa pelos Spurs, perdeu para seu rival no Etihad Stadium, empatou com Arsenal e com Chelsea e, por fim, massacrado pelo Liverpool em Anfield, o que causou a sua demissão.

Dentre esses jogos, também tivemos a polêmica entre o treinador e Paul Pogba, quem começou a frequentar o banco de reservas da equipe. Foi até especulado em outras equipes, com aquela frase forte se tornando um rumor cada vez mais consistente: “ele sai ou eu saio”, eram algumas chamadas em sites noticiosos, já que o francês contestava as decisões do português.

Não era só o campeão do mundo quem contestava as ideias de seu ex-treinador. Durante o empate em Stamford Bridge, diante do ChelseaMourinho partiu pra cima de um dos auxiliares de Sarri. Depois de ser provocado, o treinador causou um tumulto muito grande em Londres.

Momento exato em que Marco Ianni provocou e Mourinho perdeu a linha. O jogo terminou empatado. (Foto: Estadão)

Os riscos corridos pelo português são por causa de uma personalidade mimada. Concordamos que é um treinador vencedor, porém, sabemos que uma carreira não é feita só de vitórias. Além de riscos pessoais, o United não sobrou na UEFA Champions League. Aquela virada contra a Juventus foi crucial para a classificação. Mas depois perdeu para o Valencialevando a diferença para apenas dois pontos.

Por fim, Klopp terminou de enterrar Mourinho. O Liverpool, até então invicto, não goleou, porém, a atuação foi extremamente acima da média. E, principalmente, superior á do seu adversário. Foram 36 chutes dos Reds, contra seis dos Devils. Depois da derrota, horas depois, Mourinho foi demitido no dia 17 de Dezembro, exatos três anos após de ser dispensado do Chelsea.

Ole Gunnar Solskjaer. Esse foi o nome determinado pela direção dos Red Devils. Após a saída do português, o “baby-faced assassin” seria o comandante até o fim da temporada. Em seu primeiro jogo, seja sorte, vontade dos jogadores ou destino, o United atropelou o Cardiff City, marcando cinco gols. Foi a primeira vez que a equipe marcou cinco gols desde a despedida de Sir Alex Ferguson, em 2013, contra o West Brom.

“Baby-faced assassin” virou um matador de haters na PL. (The Telegraph)

Depois da entrada do norueguês, os Red Devils só venceram. E, pela primeira vez na temporada, convencendo. Tão bem que Solskjaer se tornou apenas o segundo treinador a vencer seus quatro primeiros jogos na liga inglesa na história do Manchester United. Após a saída de Mourinho, o desempenho apenas melhorou, conquistando pontos importantes para se manter na parte de cima da tabela.

Mesmo perdendo em tamanho, por se tratar de um treinador inexperiente, a presença de Mourinho dava um pouco mais de respeito aos seus adversários. Mas, a diferença dentro de campo é extremamente mais importante. Muitos citavam que não se importavam com o desempenho, se continuasse a vencer as partidas, o que não acontecia. Portanto, a posse do norueguês foi o melhor para a equipe.

Mourinho faz falta até aqui? (Foto: Daily Mirror)

No domingo, no horário nobre da televisão britânica, o Tottenham recebe o Manchester United em Londres. A partida vale muito para ambas as equipes, onde os londrinos querem se aproximar ainda mais do líder Liverpool, enquanto os Red Devils querem passar a beliscar as vaguinhas europeias o mais cedo possível.

Sobre Mathias Galdi

Mathias Galdi já escreveu 99 posts nesse site..

Andreense, nascido e criado na única cidade do ABC representada por um campeão da Copa do Brasil. Tenho 19 anos, faço graduação em Jornalismo, o que era mais certo na minha vida do que qualquer outra coisa. Naquelas atividades bobas da escola, eu já me saia bem, ou seja, era eu quem passava vergonha pra sala toda. Brincadeiras á parte, a comunicação sempre esteve presente em mim, principalmente na área dos esportes, onde atuo hoje. Sou apaixonado pelo esporte, seja qual for. Amante da tática e da estratégia.

Mathias Galdi
Andreense, nascido e criado na única cidade do ABC representada por um campeão da Copa do Brasil. Tenho 19 anos, faço graduação em Jornalismo, o que era mais certo na minha vida do que qualquer outra coisa. Naquelas atividades bobas da escola, eu já me saia bem, ou seja, era eu quem passava vergonha pra sala toda. Brincadeiras á parte, a comunicação sempre esteve presente em mim, principalmente na área dos esportes, onde atuo hoje. Sou apaixonado pelo esporte, seja qual for. Amante da tática e da estratégia.

Artigos Relacionados

Topo